26
Abr 18

Exmo. Sr. Presidente da Junta de Freguesia

Exmos. Membros do Executivo

Exmos. Membros da Assembleia de Freguesia

Minhas Senhoras e meus Senhores,

 

A Revolução de Abril constitui uma realização histórica do povo português, um acto de emancipação social e nacional.

O 25 de Abril de 1974, desencadeado pelo heróico levantamento militar do Movimento das Forças Armadas (MFA), logo seguido de um levantamento popular, transformou profundamente toda a realidade nacional. Culminando uma longa e heroica luta, pôs fim a 48 anos de ditadura fascista e realizou profundas transformações democráticas, restituiu a liberdade aos portugueses, consagrou direitos, impulsionou transformações económicas e sociais.

Portugal, apesar dos avanços registados na reposição e conquista de direitos, necessita de uma mais lesta resposta a problemas estruturais ligados com o desenvolvimento das capacidades produtivas nacionais e de fortalecimento dos serviços públicos para garantir a resposta às necessidades dos trabalhadores e das populações.

O Poder Local é parte integrante do regime democrático e do seu sistema de poder. É uma conquista que viu consagrados na Constituição da República os seus princípios democráticos. Um Poder Local amplamente participado, plural, colegial e democrático, dotado de uma efectiva autonomia administrativa e financeira.

A ampla participação popular e o intenso trabalho realizado em prol das populações, com as comissões administrativas após o 25 de Abril, teve consagração com as primeiras eleições livres e democráticas para os órgãos das autarquias locais, em Dezembro de 1976, onde o Poder Local Democrático se afirmou, operando profundas transformações sociais com importante intervenção na melhoria das condições de vida das populações e na superação de enormes carências e na resolução de problemas que excedem em larga medida as suas competências.

As comemorações da Revolução de Abril devem ser um momento para afirmar a defesa da Democracia (nas suas várias vertentes, politica, económica e social), da Liberdade, da Soberania Nacional e da Paz.

Para todos, mas especialmente para os que tal como eu são “filhos” de Abril, este é o momento para lembrar que nada é eterno, e que a defesa dos valores de Abril e da Constituição da República é uma luta permanente e cada vez mais necessária para a construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

Deixo aqui um apelo para a participação de todos nas comemorações populares que acontecem por todo o País. Para que nunca mais aconteça Fascismo.

Viva o 25 de Abril!

Viva Portugal!

.: cduvalongo às 19:11

ELEITOS
Assembleia Municipal
Campo & Sobrado
Ermesinde
Valongo
pesquisar neste blog
 
Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
28

29
30