Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Deputadas do PCP reúnem com Direcção da Escola Secundária de Valongo

12.02.19

Diana Ferreira e Ângela Moreira, deputadas do PCP na Assembleia da República, reuniram esta segunda feira com a Direcção da Escola Secundária de Valongo.

A esta Escola chegaram a estar destinados 100 mil Euros, valor que, não sendo suficiente para a realização das obras que necessita, serviriam para a fase de projecto e posterior iniciação de obras, bem como para que a escola pudesse ficar considerada no mapeamento de escolas a serem intervencionadas. O Governo decidiu reverter o processo e romper com as expectativas de toda a comunidade escolar, significando a degradação das condições hoje existentes, sendo que a Autarquia foi cúmplice desta situação.

A Escola Secundária de Valongo conta hoje com cerca de 1400 alunos do ensino secundário, recorrente e profissional, num espaço que precisa de se adaptar para acolher todos estes alunos de níveis diferenciados de ensino. Prova disso é a falta de salas de aula e de espaços adequados ao ensino, como por exemplo o facto de os próprios funcionários terem cedido a sua sala de descanso e convívio para ser ali criada uma sala de aula.

A escola necessita, portanto, de obras de ampliação, mas também de obras de fundo na canalização e electricidade: como exemplo, os cursos profissionais (pastelaria, hotelaria, cozinha, informática, electrónica, entre outros…) necessitam de vários equipamentos eléctricos e os quadros não estão preparados para tal potência. São também precisas obras que impeçam a infiltração de frio e humidades e garantam condições de isolamento térmico, pelo que também tectos e caixilharias terão que ser considerados para obras. O pavilhão desportivo, embora mais recente, é também exemplo desta necessidade de obras. Importa dizer que esta Escola, com mais de 30 anos, nunca foi intervencionada.

A manutenção que tem sido feita, avulsa, é insuficiente pois não resolve problemas em definitivo, por isso, o PCP irá intervir no sentido de se retomar, desde já, o processo de projecção de obras.

Já em 2017 o PCP apresentara um Projecto de Resolução para dar andamento às obras, mas que o  PS, PSD e o CDS votaram contra.

Também a falta de assistentes técnicos e operacionais é evidente, tendo em conta as características da escola, sejam físicas, sejam técnicas.

Neste âmbito, o PCP irá solicitar reuniões às várias direcções de agrupamentos de escolas do concelho de Valongo. Além da intervenção na Assembleia da República, os eleitos da CDU na Assembleia Municipal irão questionar o Presidente da Câmara sobre esta nova reafectação de verbas para obras de escolas que deixou de fora uma escola que já tinha verbas destinadas.

 

20190211_114640.jpg