Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

CDU realiza tribuna pública sobre a RETRIA

01.04.19

Dezenas de pessoas participaram este domingo na Tribuna Pública da CDU sobre o problema da RETRIA, em Sobrado, para denunciar o profundo desagrado e descontentamento sentidos pela população, devido aos problemas causados pela empresa na freguesia – maus cheiros e contaminação das águas -  mais concretamente em Alto de Vilar, lugar mais próximo desta.

Esta ação da CDU, que se segue a várias intervenções feitas pelos eleitos comunistas ao longo dos últimos anos nas Assembleias da República, Municipal e de Freguesia e na Câmara Municipal, pretendeu dar voz à população, tendo em conta que o mal-estar sentido se tem vindo a intensificar ao longo dos tempos.

A empresa RETRIA foi inaugurada há mais de 10 anos com o objetivo de destruição e tratamento de resíduos de demolição e construção. Mas hoje em dia, após licenças do Ministério do Ambiente de vários governos e da CCDR-N, passou a receber e tratar outros tipos de resíduos, como lixo hospitalar. O resultado destas decisões levou a que se torne insuportável andar na rua ou manter portas e janelas abertas.

Recentemente a empresa foi multada em 5 mil euros por descargas ilegais na rede pública, confirmando comportamentos ilegais por parte da RETRIA.

Diana Ferreira, deputada do PCP na Assembleia da República, comprometeu-se a intervir junto do Governo, questionando sobre licenças e inspeções pelas entidades competentes, dando força à população para esta luta, disponibilizando o PCP e a CDU para a denúncia e tentativa de resolução de problemas que os Sobradenses sintam.

Já Sónia Sousa, deputada municipal da CDU, justificando a existência desta atividade por óbvias necessidades ambientais, confrontou as recentes declarações do Presidente da Câmara de Valongo - que incentivam à mobilização da população para o encerramento da empresa - com o branqueamento das suas responsabilidades enquanto Presidente de Câmara e das responsabilidades do PS a nível nacional – governo e deputados da Assembleia da República – que permitem que a empresa labore há anos com estas licenças e ilegalidades.

20190331_101936.jpg

20190331_103307.jpg

20190331_102254.jpg

20190331_102808.jpg