Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Artigo de Opinião - Serviço de fornecimento de refeições escolares em Valongo, continua a gerar polémica? E ainda a procissão vai no Adro.

03.03.14

Em 2013 e aprovado por unanimidade, a maioria então existente na Câmara de Valongo, protocolou com IPSS do Concelho, um plano de fornecimento de refeições escolares e do Plano de Emergência Alimentar.
No inicio do ano de 2014, nem a meio do percurso desse protocolo e perante a pretensão anunciada pela nova maioria, de ser posto fim a esse processo, a CDU que não estava representada na Vereação anterior, bateu-se pela transparência do assunto, sendo sensível aos argumentos em defesa da poupança por parte da Câmara, na defesa das Instituições do Concelho de Valongo e na busca de uma alternativa ao caminho seguido pela Câmara nos últimos mandatos, que com a entrega dos Serviços Públicos aos grupos de amigos e a politica de privatizações escolhida, conduziu o Concelho ao garrote da dívida conhecido e ao beco sem saída em que a todos (menos alguns) nos enfiaram.

A EXEMPLO DO PRIMEIRO MINISTRO, SE CALHAR TAMBÉM HÁ QUEM DIGA, QUE OS VALONGUENSES TÊM A VIDA MAIS DIFICIL, MAS O CONCELHO ESTARÁ BEM MELHOR!

Das questões entretanto vindas a público procuramos compreender as razões que levaram a esta posição radical.. As duas principais questões argumentadas pelo Vereador responsável por esta área na CMV prendem-se com um alegado prejuízo de 375 mil euros anuais e na prestação de determinados serviços, que não respeitam os critérios de qualidade exigidos, alegando que estas IPSS estariam a usufruir de condições leoninas e a prestar um mau serviço no fornecimento de refeições.

Quisemos ouvir as direcções das IPSS e foi possível compreender as suas preocupações e as suas opiniões relativamente ao serviço prestado e aos benefícios do trabalho realizado.

Ficamos a saber, que a informação tal como foi apresentada na comunicação social, originou nas IPSS, alguma instabilidade e incerteza quanto ao futuro imediato.

Assim sendo e considerando que as IPSS:

1- Manifestam interesse em manter o serviço prestado;

2- Estão na disposição em renegociar os acordos estabelecidos e em execução;

3- Entendem que prestam um bom serviço no interesse da comunidade escolar;

4- Compreendem que as matérias constantes do serviço prestado são passíveis de avaliação e acompanhamento permanente;

5- Esperam, na base da renegociação, um possível entendimento com a CMV;

6- Assumem que o actual Protocolo estabelecido é benéfico para o concelho de Valongo, dando uma oportunidade às IPSS de desenvolver um melhor trabalho com a população.

A CDU recomendou:

Que a Câmara Municipal Valongo, inicie imediatamente um processo de negociação com as IPSS actualmente envolvidas no processo, definindo novas competências e responsabilidades para ambas as partes, estabelecendo um novo protocolo de fornecimento de refeições escolares.

Elaborar um estudo sobre a possibilidade de assunção directa, mesmo que de forma faseada, deste serviço pelos serviços municipais, partindo das infra-estruturas existentes.

ENTRETANTO, ESTÃO A EMERGIR NOVOS E GRAVOSOS DESENVOLVIMENTOS SOBRE O ASSUNTO QUE A TODO O TEMPO SERÃO TORNADOS PÚBLICOS.

E é por isso que termino, assim como comecei.

Ainda a procissão vai no Adro.

 

Por Adriano Ribeiro

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.