Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

AM - Centro de Saúde de Campo e Alfena

26.02.15

A avaliação da situação das instalações dos centros de saúde de Campo e de Alfena, unidades que funcionam em instalações provisórias há largos anos, tem sido ao longo dos tempos realizada e dela surge sempre as mesmas conclusões: as condições físicas dos centros são precárias e carecem de uma solução a curto prazo.

Note-se que, em ambos os casos, existem protocolos entre as autarquias que implicaram a cedência de terrenos ao Ministério da Saúde para a construção de novas instalações, desfecho que continua sem se verificar.

No caso de Campo, foi assinado um protocolo entre a Junta de Campo, Câmara de Valongo e Ministério da Saúde, então representado pelo Secretário de Estado Manuel Pizarro, em Agosto de 2010. Na referida cerimónia, o Secretário de Estado da Saúde informou que as obras iriam arrancar no 1º semestre de 2011 e que o novo centro de saúde seria inaugurado em 2012.

No caso de Alfena, foi assinado um protocolo entre a Câmara de Valongo e o Ministério da Saúde, através da Administração Regional de Saúde do Norte, em Agosto de 2011. 

Se a situação física dos edifícios são preocupantes e careciam de uma rápida resposta, agora a situação ainda mais se agravou, já que para a população de Campo, restou um Centro de Saúde com instalações indignas e ficou limitada, depois o fecho das urgências no Hospital de Valongo, a ter de recorrer ao Hospital de S. João após as 20h.

Entretanto foi criada uma Comissão de Acompanhamento do encerramento das urgências, em novembro tinham ocorrido duas reuniões da mesma, e verificava-se que os compromissos, feitos pela ARS não tinham sido cumpridos. Passado 3 meses, o que fez essa comissão? Quais os compromissos que foram entretanto cumpridos?

Porque sabemos que tudo continua igual, levantamos as seguintes questões: Quando serão cumpridos os compromissos assumidos ao longo dos anos pela ARS com os Valonguenses? Até quando vamos simplesmente cruzar os braços à espera que essas promessas sejam cumpridas? Não está na hora de agir? Na hora de ganhar os valonguenses para a defesa desta causa, mostrando-lhes que têm razões para exigiram o cumprimento destas promessas?

E por último deixamos aqui mais duas questões quantas pessoas tiveram de ir ao hospital de S. João por causa de uma simples gripes, quando podiam ter resolvido a situação com a ida ao Centro de Saúde se este estivesse aberto em horário alargado? Quantas pessoas não foram assistidas no hospital de S. João devido a questões económicas relacionadas com o pagamento de transportes e taxas moderadoras?

Os eleitos da Coligação Democrática Unitária