Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Lutar vale a pena!

21.11.07

Luta da população do lugar da Retorta, Campo, força TMN a mudar de planos

(Transcrição da notícia publicada no JN de 21 de Novembro de 2007)

 

TMN propõe novo terreno para antena


Helena Teixeira da Silva

A parentemente, os moradores do Lugar da Retorta, freguesia do Campo, em Valongo, ganharam a primeira batalha contra a TMN. A operadora pretendia instalar uma antena de telecomunicações em plena área residencial, o que desencadeou uma série de manifestações e protestos por parte da população, preocupada com os danos que a instalação poderia provocar na saúde, sobretudo das crianças, uma vez que a escola fica a menos de 80 metros do local.

Ontem, a operadora móvel anunciou estar na disposição de abandonar o terreno inicialmente escolhido, no intervalo de duas casas, e apresentou um leque de soluções alternativas à consideração dos moradores. "Respondemos que não nos compete pronunciarmo-nos sobre as alternativas, mas, à partida, uma das soluções propostas não causará tanta apreensão nas pessoas", afirmou Adriano Ribeiro, da comissão de moradores, no fim da reunião em que estiveram também presentes o presidente da Junta de Freguesia, um vereador da Câmara e alguns representantes da Assembleia Municipal.

O novo local, no Alto da Mina, situa-se na mesma freguesia, "mas cumpre uma distância de 400 metros das habitações e já tem uma fábrica lá perto", justifica o porta-voz da população.

A única dúvida, neste momento, reside em conhecer o proprietário do terreno e saber se dará a sua aprovação à instalação da antena. "Mas a TMN comprometeu-se a iniciar essa pesquisa imediatamente e a suspender qualquer medida enquanto não souber dessa receptividade".

Com base nessa promessa, "os moradores vão suspender todas as manifestações que já estavam em marcha", assegurou Adriano Ribeiro, ressalvando que a operadora "deixou bem clara a ameaça de que regressaria à escolha inicial, caso não obtivesse aprovação para um outro terreno".

Independentemente do local e da data de instalação da antena, a comissão de moradores decidiu promover, nos próximos dois meses, uma série de debates para "dar conhecimento à população dos riscos que pode comportar para a saúde pública a instalação de um emissor de radiações electromagnéticas. E também para explicar as medidas a adoptar nos próximos tempos".

URL: http://jn.sapo.pt/2007/11/21/porto/tmn_propoe_novo_terreno_para_antena.html

2 comentários

Comentar post