Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

JFE - Tomada de Posição - Fogos Florestais

05.07.07

O concelho de Valongo tem sido alvo de numerosos incêndios florestais. A chegada do Verão, e, previsivelmente, do tempo quente, vem colocar de novo na ordem do dia a problemática do ordenamento do território e da situação florestal e ambiental do concelho. Os fogos florestais que nos últimos anos têm fustigado o país - e aos quais o concelho de Valongo não conseguiu, infelizmente, escapar - põem a nu as debilidades das políticas de ordenamento florestal e de prevenção de fogos de sucessivos Governos, apesar das permanentes declarações de intenção e dos anúncios mais ou menos pomposos que raramente ou nunca são colocados em prática. Em concelhos com elevados índices de área construída, como é o caso de Valongo, a defesa das áreas florestais impõe-se como garante do desenvolvimento sustentável e da promoção da qualidade de vida das populações.

Visitando o concelho, é fácil constatar a pouca diversidade de espécies animais e vegetais. As únicas árvores plantadas são os eucaliptos, encontrando-se, neste momento, vastas áreas a precisar de limpeza - existem muitos ramos cortados no chão, facto que constitui um elemento potencialmente perigoso, na medida em que pode contribuir para a deflagração de fogos florestais.

Tendo em conta este cenário, importará chamar a atenção da Câmara Municipal de Valongo para os problemas existentes, de forma a que esta possa:

  • intervir o mais rapidamente possível junto das entidades responsáveis e por meios próprios no sentido da limpeza dos terrenos, abertura e adequação de caminhos, etc., de acordo com o que está previsto na lei e para que, desse modo, se previnam incêndios florestais;
  • contribuir para pôr termo à monocultura do eucalipto e para reflorestar toda a área com espécies autóctones, favorecendo a biodiversidade do ecossistema local;
  • fiscalizar de forma empenhada os actos de vandalismo ambiental, designadamente a deposição de lixos e entulhos;
  • combater as operações de especulação imobiliária;
  • defender a criação de mais espaços verdes e parques naturais colocados à disposição das populações.

Sabemos que este problema é transversal a todas as freguesias do concelho e dificilmente poderá ser resolvido pela Junta de Freguesia. O que pretendemos do Sr. Presidente é que faça seguir esta recomendação para a CMV, para que esta seja, uma vez mais, alertada para a importância deste problema.

A CDU/Ermesinde

4 de Julho de 2007

2 comentários

Comentar post