Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Assembleia de Freguesia de Ermesinde

16.09.06
A CDU apresentou na Assembleia realizada em 16 de Setembro, algumas questões, cujo conteúdo aqui se regista.

Breve análise da resposta da Junta de Ermesinde e/ou da Câmara de Valongo a propostas apresentadas pela CDU na Junta e na AF de Ermesinde



1. Pedido, em 7 de Dezembro de 2005, pela eleita da CDU na Junta de Freguesia de Ermesinde, de construção de passeios na Travessa 1° de Dezembro, junto à escola do Carvalhal. Não atendido.

2. Pedido de reparação da iluminação da paragem de autocarros frente à Estação de Ermesinde, apresentado na J. F. em 4 de Janeiro p.p., não obteve até hoje qualquer resposta. Agora que se aproxima o Inverno e anoitece às 5 horas, a situação de falta de luz naquele lugar público agrava-se.

3. Pedido, na J.F., em 1 de Fevereiro p.p., de arranjo do piso e iluminação dos acessos à primitiva passagem subterrânea da Estação de Ermesinde, todavia em uso. Não atendido.

4. Pedido de esclarecimento, na mesma data e local, sobre o paradeiro do busto do bombeiro, erigido por subscrição pública no agora desmantelado jardim da Estação de Ermesinde, e sua devolução à cidade. Continua por esclarecer.

5. A recomendação, por nós apresentada em forma de moção a esta Assembleia de Freguesia, em 28 de Abril e unanimemente aprovada, para que a Câmara cedesse em condições vantajosas alguns espaços do Edifício Multi-usos Faria Sampaio a colectividades de Ermesinde que deles precisassem. A proposta foi liminarmente recusada pela Câmara, num ofício, escrito em muito mau português, que distorce por completo o conteúdo da proposta desta AF. A CMV continua a apostar na alienação daquele edifício público.

6. Lançamento de um abaixo-assinado dirigido à REFER, proposto pela eleita da CDU na Junta e por esta aceite e lançado, pedindo alguns melhoramentos na Estação ferroviária da cidade. Registamos com agrado que parte dos pedidos apresentados no a-a foi atendida. É o caso do arranjo das portas. Outros, como o painel electrónico das chegadas e partidas dos comboios ou a escada rolante, estão prometidos ou em estudo, segundo a REFER. Mas talvez o Sr. Presidente da Junta possa esclarecer esta AF sobre o estado actual da questão.
Queremos realçar o relativo êxito da iniciativa ( o a-a ), apesar do cepticismo dos que, mesmo pertencendo às classes populares, não acreditam nas virtudes da mobilização popular.
Vamos continuar atentos ao desenvolver do processo da estação.


A propósito do incidente durante o IV Festival de Folclore da Casa do Povo de Ermesinde



A propósito deste incidente, que nos escusamos a comentar, apoiamos, no geral, a posição adoptada em reunião da Junta no passado dia 6 do corrente.

Ou seja, não é legítimo que o Sr. Presidente da Câmara pretenda, por assim dizer, "castigar" a população duma cidade com 30 mil habitantes, pelo desagrado que lhe terá causado a intervenção pública dum cidadão, por acaso membro da Junta de Freguesia.

O desabrido ofício, enviado pelo Sr. Presidente da Câmara à Junta de Ermesinde, é ofensivo para a Junta e para o povo da cidade que, além do mais, pretende excluir, não só um cidadão eleito directamente pela população, como atingir com retaliações um órgão autárquico legitimamente constituído e outras instituições da cidade, igualmente dignas de estima e respeito.

Em conformidade com isto, em nossa opinião, deveria esta AF exigir da Câmara a revogação desta medida retaliatória.

Nota: a propósito destes incidentes, achamos excessivo o tempo que se perdeu com o assunto, que tendo a importância que tem, escusava de ter sido valorizado e empolado da forma que foi, tanto pelo PSD, como pelo PS. Por fim, o PS lá apresentou uma moção, parece que redigida “em cima do joelho”, condenando a atitude do Presidente da Câmara de Valongo, que foi a CDU votou favoravelmente, por concordar com os princípios aí defendidos. A moção foi aprovada por maioria, com os votos contra da bancada do PSD. Estimávamos que o assunto fosse encerrado, esquecido e que nos pudéssemos dedicar a assuntos mais construtivos no futuro.

Nova Escola EB23 Ermesinde



O representante da CDU fez ainda algumas considerações sobre o processo da não construção duma nova escola EB 2-3 em Ermesinde, de acordo com o que havia já sido apresentado na Junta (ver post mais atrás).
O Sr. Presidente informou os presentes que ainda não tinha entrado em contacto com a DREN. Uma semana e meia não chegou para enviar um fax, será que o assunto não merece a atenção do Sr. Presindente?

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.