Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Apresentação da lista da CDU à Assembleia de Freguesia de Ermesinde

19.09.05

No passado dia 26 de Agosto, decorreu no salão do Centro Social de Ermesinde a apresentação da candidatura da CDU à Assembleia de Freguesia de Ermesinde. Participaram nesta sessão pública a maioria dos candidatos da lista à Assembleia de Freguesia, encabeçada por Sónia Sousa, professora do Ensino Secundário, 24 anos de idade, bem como o primeiro candidato à Câmara, Lino Soares e o nº 2 da lista à Assembleia Municipal, José Caetano. Transcrevemos, pela sua importância, alguns excertos da intervenção de Sónia Sousa na apresentação da candidatura.

Caros Camaradas e Amigos

Ermesinde continua a ser uma cidade desordenada, onde não existem grandes preocupações com as pessoas e com o seu bem-estar. Muitos são os exemplos em que a construção desenfreada afecta a vida de todos os Ermesindenses. Todos os dias temos de olhar para uma paisagem desordenada e suja. Em Ermesinde, há longos anos que o interesse do betão se sobrepõe aos nossos interesses, sem que haja grandes preocupações, por parte das entidades competentes, na construção de equipamentos de lazer e zonas ajardinadas. Os espaços verdes da nossa cidade cingem-se ao Parque Urbano, à Vila Beatriz e a umas rotundas que parece querem que sejam consideradas como zonas de lazer.
Numa cidade jovem, os jovens são esquecidos; poucos são os espaços desportivos, os locais de encontro e as iniciativas viradas para esta faixa etária. Podemos ir mais longe e dizer que não existem quaisquer políticas de juventude neste concelho e nesta freguesia em particular.

Nestes últimos 4 anos, se não existisse o POLLIS na nossa freguesia, o que mais daria nas vistas teria sido a tardia construção do edifício da Junta e a colocação de parquímetros por toda a cidade. Promessas como o Metro, a construção da nova escola, a colocação de cantinas nas escolas básicas, o aumento da educação pré-escolar de forma a abranger todas as crianças de Ermesinde, o início da construção do novo Centro de Saúde e a despoluição do rio Leça foram apenas promessas da Junta e da Câmara do PSD e que continuam a ser promessas para os próximos 4 anos.

Tudo isto teve frequentemente o silêncio do PS, que nunca denunciou à população os atropelos desta Câmara, e só depois da CDU tomar posição é que timidamente tentou levantar a voz, esquecendo a forma como votou muitos desses atropelos.
O mesmo PS que deixou construir a Gandra, vem agora dizer que é preciso reordená-Ia. Muito bem! Nada como ver os erros que cometeram, para agora os tentar mudar, mas até gostaria de saber como o vão fazer, será que vão implodir os prédios que anteriormente autorizaram a construir?

O mesmo PS também acena agora, com a despoluição do Rio Leça. Já estava na hora, tendo em conta que a CDU já nas últimas eleições tinha esse ponto no seu programa.
Na realidade, se o PS quisesse a mudança que tanto apregoa e o bem-estar da população teria aprovado as nossas propostas ou teria apresentado no Executivo da Junta e na Assembleia de Freguesia pelo menos uma sugestão. Passaram quatro anos sem contribuírem com ideias que pudessem beneficiar os Ermesindenses.
A CDU teve na Freguesia de Ermesinde um eleito (num grupo de 19) e pautou a sua actividade pela seriedade, aprovando todas as iniciativas promotoras do bem-estar das populações e negando-se a avalizar aquelas que serviam os interesses de uns quantos, prejudicando os Ermesindenses.
Depois do betão, os grandes desafios que se colocam à nossa cidade passam pela melhoria da qualidade de vida e pelo aprofundamento da ligação dos Ermesindenses ao seu local de residência.
Nunca fui eleita para nenhum órgão autárquico, mas apresento-me a estas eleições com o propósito de liderar uma lista de valor, com homens e mulheres de todos os locais da nossa freguesia, interventivos e capazes de fazer a diferença.
Nas próximas semanas irá sair o programa eleitoral da CDU para Ermesinde e nele se encontrarão os pontos pelos quais nos bateremos. Entre eles irá constar do nosso programa:
- A defesa do carácter público da água e a eliminação de todas as taxas suportadas pela população;
- a eliminação dos parquímetros;
- a construção de uma nova esquadra da PSP;
- o apuramento de toda a verdade relativamente ao negócio vergonhoso da construção dos prédios no Parque Urbano;
- a conclusão da 2ª fase do edifício da Junta;
- a requalificação do Rio Leça e dos terrenos adjacentes, com limpeza das margens, consolidação dos açudes e seu repovoamento;
- a reestruturação e modernização do actual Centro de Saúde e criação da extensão do Centro de Saúde na Bela;
- o avanço do processo de construção da nova escola EB23;
- a implementação da proposta da CDU relativamente à criação do Conselho Consultivo da Cidade;
- a implementação prática da Medalha de Mérito Democrático criada por proposta da CDU.

Está na hora de mudar, mas não de mudar na continuidade! Necessitamos de uma Junta irreverente que não se vergue aos interesses da Câmara, precisamos de uma Câmara que sirva os Ermesindenses e que não se vergue a interesses que não sejam os da população. Podemos dizer sem hesitações que a CDU é a única força política alternativa à gestão do PSD. Por isso, até ao próximo dia 9 de Outubro temos de mostrar as nossas propostas, mostrar o que realmente foi feito durante estes quatro anos pelo PS e pelo PSD e apelar a que em consciência votem no trabalho, na honestidade e na competência.

1 comentário

Comentar post