Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

A CDU na Junta de Freguesia de Ermesinde

07.11.05

Pretendemos neste espaço fazer um relato das reuniões do Executivo da Junta de Freguesia de Ermesinde. Pensamos ser de extrema importância que os nossos militantes e amigos tenham conhecimento do que lá é discutido e das posições da CDU perante os problemas/soluções de/para Ermesinde.
No dia da tomada de posse da Assembleia de Freguesia foi apresentada pela nossa eleita a seguinte proposta para a constituição do executivo da Junta: 3 elementos do PSD, 2 do PS, 1 da CDU e 1 do BE. Como o BE rejeitou a participação no executivo, este acabou por ser constituído por 3 elementos do PSD (Artur Pais, Américo Silva, Luís Ramalho), 3 elementos do PS (Artur Costa, Almiro Guimarães, Alcina Meireles) e 1 elemento da CDU (Sónia Sousa).
Para a presidência da Assembleia de Freguesia foi eleito Antonino Leite do PSD. No seu discurso, o novo presidente da Junta elegeu a falta de segurança como o aspecto central da sua candidatura. Esqueceu-se, no entanto, de falar dos problemas sociais que estão na base desta problemática.

A primeira reunião do executivo decorreu no dia 28 de Outubro. Ficou definido nessa reunião o dia das reuniões públicas do executivo, que decorrerão na primeira quarta-feira de cada mês, a partir das 21h30. Estas reuniões serão abertas à participação do público nos primeiros 30 minutos e durante os 30 minutos finais. Foram atribuídas nesta reunião as funções de secretário e tesoureiro, a Luís Ramalho e a Américo Silva, respectivamente.

A segunda reunião do Executivo decorreu no dia 2 de Novembro, foi aberta ao público e foi bastante menos pacífica que a anterior. A CDU pretendeu, com a sua intervenção, mostrar que não abandonará o trabalho desenvolvido no mandato passado. É necessário levar a prática o plano de educação rodoviária, a atribuição da medalha da cidade e voltar a discutir a constituição do Conselho Consultivo da Cidade (órgão onde estariam representadas as colectividades, os clubes, as instituições de ensino, a junta de freguesia, a câmara, os partidos e as juventudes partidárias). A CDU mostrou a sua enorme preocupação no que concerne à saúde e à educação. Pediu, também a participação dos Ermesindenses nas reuniões da Junta, uma vez que essa participação poderá tornar possível elevar o nível das mesmas. Artur Costa (PS) foi de opinião que o Conselho Consultivo, a ser levado à prática, seria um poder paralelo (de que terá medo este senhor?). Após estas intervenções, foi analisada e aprovado com os votos favoráveis do PSD, da CDU e de Alcina Meireles, do PS, a atribuição de um subsídio de 100 euros à Ágorarte - Associação Cultural e Artística. A CDU votou favoravelmente por esta instituição já estar em plena actividade há 2 anos e meio e nunca ter recebido qualquer apoio, apesar de a ele se ter candidatado. A associação está legalizada desde Fevereiro, mas como o pedido de subsídio apenas foi entregue à Junta em Setembro, este foi remetido para o novo Executivo. O elemento do PS Almiro Guimarães referiu que se a instituição fosse social, votaria favoravelmente, como era cultural.... O outro elemento do PS após muita excitação, disse que não votava porque.... porque não.

No fim dos trabalhos, foi aberto de novo à intervenção do público. Tendo a nossa eleita sido questionada por Antonino Leite, Presidente da Assembleia de Freguesia que se encontrava entre o público, sobre os problemas existentes na Saúde e na Educação, esta apresentou alguns aspectos como, por exemplo, o facto de 27% dos Ermesindenses não terem médico de família; a tardia construção do novo Centro de Saúde, que quando sair do papel, não vai conseguir resolver totalmente o problema de sobrelotação do Centro de Saúde de Ermesinde; a falta de cantinas nas escolas e a falta de apoio da Junta às actividades extra-curriculares nas escolas. Após essa explicação o Sr. Artur Costa pediu a palavra e referiu que pensa não ser necessária a construção da nova escola EB2/3 em Ermesinde (exactamente o contrário do que está escrito no programa do PS-Ermesinde). A CDU vai empenhar-se, na medida das suas forças, na defesa da construção da escola EB2/3, cujo processo continua adormecido ou esquecido.

Esperamos agora por uma nova reunião e por um novo momento onde a CDU possa levantar alguns dos problemas da nossa cidade. Fiquem atentos e participem!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.