Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

CDU faz falta a Ermesinde

20.09.13

As eleições autárquicas acontecem este ano no quadro de uma profunda crise económica, política e social. Uma crise com responsáveis: o governo PSD/CDS tudo tem feito para prejudicar os trabalhadores, os reformados, os jovens.

 

A população, que agora é chamada a votar, e que no seu conjunto tem sido fortemente penalizada, vai fazê-lo sem esquecer os efeitos das sucessivas alianças e entendimentos entre a “troika portuguesa” (PSD/CDS/PS) e a “troika internacional” (FMI/BCE/CE).

 

Não concordamos com o rumo do país e alertamos a população para a responsabilidade que estes três partidos – PSD, CDS e PS – têm, mas que nas autarquias tentarão camuflar, “sacudindo a água do capote” dos PECs, dos Memorandos, das “negociações”, “salvações” e outras trapalhadas, como se a crise fosse responsabilidade dos outros, dos que estão em Lisboa no Governo, e não dos partidos que representam. Aqui, temos o poder de os penalizar e de inverter o rumo do país. Aqui, nas autarquias, podemos começar a construir a mudança e a alternativa!

 

A CDU assume a responsabilidade, tanto a nível nacional, como a nível local, de defender os interesses das populações. Com o sentido de responsabilidade, a dedicação, a honestidade e a competência que nos são conhecidas, queremos merecer a confiança da população e construir essa alternativa.

 

No último mandato autárquico, a CDU não esteve representada, pela primeira vez desde o 25 de Abril de 1974, no Executivo da Junta de Freguesia de Ermesinde, em virtude da coligação feita pelo PSD e pelo PS. Com este entendimento, o PS permitiu ao PSD obter uma maioria absoluta na Junta que a população não lhe atribuiu. Sem rasgo, sem projetos, sem iniciativa, foi um mandato perdido. A população perdeu.

Não obstante, a CDU manteve na Assembleia de Freguesia de Ermesinde a sua postura habitual: fomos uma força política responsável e construtiva. Com a combatividade que sempre caracteriza os seus eleitos, propondo um rumo para a Cidade, avançámos com dezenas de propostas, fizemos chegar à Junta de Freguesia as preocupações e as dificuldades dos Ermesindenses, levámo-las até à Câmara, à Assembleia Municipal e mesmo à Assembleia da República.

 

A CDU não se resigna com a fatalidade segundo a qual não há alternativa para além do marasmo que nos propõem PSD e PS, com os seus entendimentos. A CDU faz falta a Ermesinde, para que as preocupações e os anseios dos Ermesindenses sejam ouvidos.

Está pois, na hora, de realmente mudar, apostando em pessoas que têm como único objetivo defender e trabalhar em prol da população da Cidade.

 

Trabalhámos para merecer a confiança dos Ermesindenses e das Ermesindenses. Fizemo-lo sempre e continuaremos a fazê-lo!



Adelino Joaquim Machado Soares - Avelino Ferreira Almeida - Ângela Maria Pinto Ferraz - João Pedro Luís Queirós- Sílvia Manuela Moreira Silva - Maria Joaquina Martins Machado- Armandino Alexandre Merêncio- Pedro Miguel Alves Barros - Maria Emília Madureira Fernandes- Maria Dulce Caetano -José Avelino Sousa - Joana Catarina Martins Machado- Carlos Alberto Coutinho Conceição - Edite Conceição Fernandes Vilar - Albano Augusto Rangel Ferraz- Telmo Eduardo Moreira Vilar- Maria Alice Sousa Alves-Paulo Jorge Milheiro - Nuno Miguel Ribeiro Faria- Maria Alice Almeida Pinto-Henrique Joaquim Costa Abreu- Arminda Fátima Costa Moreira -Bernardino Orlando Ribeiro Sá -Manuel Justino Rocha Monteiro -Lurdes Maria Ferreira Almeida Gomes -Paulo Filipe Freire Silva -Maria Rosa Matias Sousa Pereira