Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

CDU alerta para possibilidade de mais encerramentos no Hospital de Valongo após eleições autárquicas

01.09.13

GRUPO PARLAMENTAR DO PCP REQUER REUNIÃO DE URGÊNCIA COM ADMINISTRAÇÃO DO CENTRO HOSPITALAR S. JOÃO

 

O Hospital de Valongo tem vindo a ser objecto de um processo de redução gradual de valências e serviços, num quadro de uma política nacional de saúde assente em critérios economicistas e privatizadores e do cumprimento do Pacto de Agressão subscrito entre a troika nacional e a troika estrangeira.


Objectivamente, pese embora tenha uma população de utentes de cerca de 200 mil pessoas, servindo o concelho de Valongo e freguesias de Gondomar e Paredes, o Hospital de Valongo, de facto, é encarado pelo Governo como apenas uma repartição de serviços complementares ao Hospital de S. João, unidade com a qual constitui o Centro Hospitalar de S. João.

 

A recente decisão de encerramento das urgências de pediatria, a par com outras alterações realizadas anteriormente, decorre da argumentação oficial de estabelecer diferenciação entre as duas unidades do Centro Hospitalar, ao invés de privilegiar os cuidados de saúde de proximidade necessários às populações. Com estas opções, apenas beneficiam os grupos promotores das unidades privadas de saúde, que em Valongo e no Grande Porto, continuam a proliferar em prejuízo do Serviço Nacional de Saúde e do interesse dos utentes e à custa do dinheiro dos contribuintes.

 

Neste contexto, importa recordar a intensão do Governo de encerrar completamente o serviço nocturno das urgências do Hospital de Valongo, decisão que chegou a estar tomada e com data de aplicação estabelecida, mas que foi travada pela onda de justos protestos que suscitou. Na altura, há cerca de um ano, procurava-se substituir o serviço nocturno de urgências por uma ambulância de piquete, como se o serviço e a capacidade de resposta de ambos fossem comparáveis (ver http://cduvalongo.blogs.sapo.pt/236995.html)

 

A CDU – Coligação Democrática Unitária não aceita como argumento para a redução de serviços do Hospital de Valongo a necessidade de realização de uma aposta nos serviços de saúde primários – os Centros de Saúde. Aliás, se este argumento da tutela fosse sincero, há muito que as promessas de novas instalações para os centros de saúde de Campo e de Alfena teriam sido cumpridas.


A CDU alerta para o facto de o Governo ter em preparação um pacote de malfeitorias a levar cabo no dia seguinte às eleições autárquicas, entre as quais poderão estar também mais cortes no Hospital de Valongo. Todos os sinais apontam para que o Governo procure em breve concretizar uma redução ainda maior de serviços de saúde em Valongo.

 

O candidato do PSD à Câmara de Valongo e ex-Vice Presidente de Fernando Melo, João Paulo Baltazar, pese embora toda a demagogia que manifesta na abordagem das consequências locais das opções nacionais do seu próprio partido e Governo, tem vindo a assumir um papel de “amortecedor” ao desenvolvimento da luta e dos protestos. Sem coragem para dar a cara pelas malfeitorias do Governo do seu partido, refugia-se em declarações “redondas” junto dos Valongueses.

 

Com o objectivo de aprofundar o seu conhecimento da situação e de confrontar o Ministério da Saúde com a situação do Hospital de Valongo, o Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, através do Deputado Jorge Machado, requereu uma reunião de urgência com a Administração do Centro Hospitalar S. João.

 

Valongo, 31 de Agosto de 2013

A CDU – Coligação Democrática Unitária / Valongo