Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

AM - Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família na Rede Pública da Educação Pré-escolar do Município de Valongo

31.07.15

Em 21 novembro de 2013, o Grupo Municipal da CDU recomendou à CMV que fossem entregues aos membros desta Assembleia os planos anuais e os relatórios sobre as atividades concretizadas pelas instituições de ensino ou organismos que fornecem a resposta das Atividades de Animação e de Apoio à Família na Rede Pública, por forma a conhecermos a realidade com que se deparam no dia-a-dia, quais as atividades desenvolvidas e que resultados são obtidos.

A CMV não achou por bem efetuar esse esclarecimento e hoje estamos aqui para votar o Regulamento das Atividades de Animação e Apoio à Família na Rede Pública da Educação Pré-escolar do Município de Valongo.

Parte assim, a CDU, em clara desvantagem na discussão deste assunto, porque não lhe foi facultada a informação devida. Apenas sabemos a opinião do Conselho Municipal da Educação e as suas sugestões, bem como o feedback de alguns dos país a quem é prestado este auxílio.

A sugestão elencada pelo Conselho Municipal da Educação e que não foi executada pelo município - a continuidade do agente de ação educativa que assegura a resposta - parece-nos de extrema relevância e pertinência e consideramos que deveria ser uma medida incluída no regulamento.

Apesar disso, votaremos favoravelmente o regulamento, mantendo a salvaguarda apontada pelo Conselho Municipal de Educação e voltando a apelar para que seja elaborado um documento esclarecedor sobre esta tão importante medida, que deverá ser facultado aos deputados desta Assembleia.

 

Valongo, 30 de julho de 2015

A Coligação Democrática Unitária

 

Foi incluído um novo ponto no regulamento com a recomendação do Conselho Municipal de Educação. 

Este foi aprovado com os votos contra do PS.

 

CDU contacta população e entidades no distrito do Porto - Conhecer a realidade, apresentar propostas

31.07.15

Jorge Machado e Diana Ferreira, deputados do PCP na AR e primeiros dois candidatos pelo círculo eleitoral do Porto às eleições legislativas, contactaram com a população do distrito, divulgando o trabalho dos deputados do PCP e revelando propostas da Coligação.

 

 

No dia 24, Diana Ferreira esteve reunida com a direcção das escolas secundárias de Valongo e de Ermesinde, no concelho de Valongo. No encontro, que se centrou sobretudo na questão da exclusão de ambas as escolas de qualquer programa de requalificação, os dirigentes das instituições mostraram-se indignados e afirmaram-se desiludidos com as promessas do Governo. Por seu lado, a deputada do PCP e candidata pelo Porto da Coligação PCP-PEV às eleições legislativas manifestou o seu apoio às justas reivindicações destes estabelecimentos, reiterou o compromisso de continuar a defender a escola pública e de qualidade, pugnando pela requalificação destas escolas, e destacou o acompanhamento do processo pelos deputados comunistas, que já apresentaram um projecto de lei na AR e questionaram o Governo por diversas vezes sobre o «esquecimento» das escolas de Valongo.

 

IMG_20150724_162543.jpg

 

Balanço do trabalho realizado pelos deputados eleitos nas listas da CDU do distrito do Porto

31.07.15

Relativamente ao distrito, com apenas 2 deputados eleitos pela CDU, foram feitos:

 

  • Visitas/ Reuniões: Mais de 200

  • Projetos de Lei: 34 (ver lista nas páginas seguintes)

  • Projetos de Resolução: 18

  • Perguntas ao Governo: 385

Para mais informações consulte a listagem de projectos de lei, projectos de resolução e perguntas, com os respectivos links que permitem verificar a resposta do governo:

Balanço XII Legislativa - Distrito do Porto.pdf

 

Funcionários da delegação de Alfena da Chronopost em greve

31.07.15

 

Notícia do Jornal O Verdadeiro Olhar:

 

Funcionários da delegação de Alfena da Chronopost estão em greve desde as zero horas de quarta-feira. Segundo o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, dos 110 funcionários da empresa, 75 aderiram à greve e manifestaram-se na manhã desta quinta-feira frente às instalações da empresa.

São vários os motivos que levaram ao pré-aviso de greve de 48 horas que agora se concretizou. Paulo Silva, dirigente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, em declarações ao VERDADEIRO OLHAR, explicou que na base da contestação está a solicitação dos funcionários à empresa para que passe a incluir, para efeito de cálculo dos subsídios de férias e de Natal, as prestações complementares, como o trabalho suplementar e o trabalho nocturno. Os funcionários pretendem ainda que a Chronopost assuma o acréscimo dos encargos do transporte de cada um dos trabalhadores até à sede da empresa em Alfena, desde que esta se deslocalizou em pouco mais de quatro quilómetros. Ambas as reivindicações, frisa Paulo Silva, decorrem da legislação em vigor e que, diz, não está a ser cumprida. Estas são questões legais que já motivaram queixa na Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT). Finalmente, os trabalhadores querem que a empresa volte a remunerar o trabalho suplementar pela tabela que vigorava antes de Agosto de 2012, em que a primeira hora de trabalho suplementar era pago a 50 por cento e a segunda a 75 por cento. Actualmente, são pagos a metade da respectiva percentagem. Apesar de admitir que estes são os valores que constam do Código de Trabalho, Paulo Sila ressalva que “nada obriga a empresa a pagar estes valores”, frisando que que é o trabalho suplementar que compõe mensalmente o ordenado da maioria dos funcionários, cuja remuneração ronda os 603 euros.

Paulo Silva explica que tem sido desenvolvido um processo de negociações com a entidade patronal, mas não tem surtido resultados. O sindicato vai agora reunir novamente com os trabalhadores para encetar novas formas de luta, sendo certo que depois desta greve local deverá haver uma jornada de luta nacional.

O VERDADEIRO OLHAR tentou contactar a administração da Chronopost mas tal não foi possível em tempo útil.

Esta quarta-feira, durante a manhã, esteve no local uma delegação da CDU. Adriano Ribeiro, vereador da CDU na Câmara de Valongo, explicou ao nosso jornal que estiveram junto dos funcionários em solidariedade para com as suas reivindicações.

 

20150729_070701.jpg

 

DECLARAÇÃO DE VOTO - Revisão Orçamental

28.07.15

Na reunião de Câmara de 5 de Julho de 2015, por proposta do Vereador da CDU, foi aprovada por unanimidade a atribuição de um subsídio pontual ao Sporting Clube de Campo.

Após a aprovação, o Senhor Presidente da Câmara em forma de apelo à compreensão de todos, alertou que tal subsídio teria de esperar pela oportunidade de cabimento orçamental.

3 semanas depois (23 de Julho) foi presente a reunião de Câmara uma revisão orçamental, onde foi incluída uma dotação de 250.000 Euros para a compra do Estádio dos Sonhos em Ermesinde, entre outras e várias dotações, que rondam os 900 mil Euros.

 Era expectável que, dada a decisão de atribuir o subsídio ao S. C. de Campo, de um valor muito significativamente inferior, (12.000 Euros) e porque tinha sido tomada anteriormente à do Estádio dos Sonhos, tal proposta de subsídio viesse a constar na referida proposta de revisão orçamental.

Mas porque incompreensivelmente o subsídio ao S. C. de Campo mais uma vez foi esquecido, apesar da importância conhecida de que se reveste, para que se resolvam problemas de carácter muito urgente para o Clube e porque não estou de acordo com a tentativa de me explicarem o inexplicável, para que o subsídio não fosse agora incluído nesta revisão orçamental, voto contra esta proposta de Revisão Orçamental.

 

Valongo, 23 de Julho de 2015.

O Vereador da CDU

Adriano Ribeiro

 

VISITA CDU Rede Escolar: Requalificação das Escolas Secundárias de Ermesinde e Valongo

25.07.15

Há largos anos que as escolas secundárias de Ermesinde e de Valongo funcionam em condições precárias e que evidenciam claras necessidades de profundas remodelações, funcionando em condições insustentáveis e impraticáveis para um funcionamento adequado e digno da prática letiva, frustrando assim as expectativas de alunos, pais, funcionários e professores. Tendo em conta a degradação dos seus edifícios e as necessidades da comunidade escolar, é evidente que estas escolas não precisam apenas de uma “pintura por fora”, mas sim de uma profunda remodelação e modernização. Os sucessivos governos PS e PSD/CDS fizeram muitas promessas mas pouco ou nada efectivamente foi concretizada. Sucessivos compromissos foram sendo frustrados! Perante a realidade que nenhuma das escolas secundárias do concelho de Valongo foram objeto de requalificação, ao contrário da maioria dos concelhos vizinhos, isto tem vindo a contribuir para o aceleramento da perda de alunos para outros estabelecimentos que apresentam melhores condições e se encontram melhor apetrechados tecnologicamente. Apesar da insistência para que esta situação fosse colmatada, não houve por parte da tutela a intenção de arranjar soluções para melhorar as condições destas escolas. Passados vários anos de uma a uma sistemática intervenção do Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República em torno desta matéria, incluindo perguntas ao Ministério da Educação, propostas de contemplação de verbas em Orçamentos do Estado e projectos de resolução recomendando ao Governo a realização deste urgente investimento, o actual governo anuncia apenas um investimento escasso na Secundária de Ermesinde e a de Valongo nem foi contemplada. A comunidade educativa do concelho de Valongo sente-se abandonada, tendo manifestado o seu descontentamento através de iniciativas públicas, expondo os problemas nas instituições locais, regionais e nacionais, na esperança de verem melhoradas as suas instalações. O concelho de Valongo não poderá ficar prejudicado e não poderá aceitar que os governantes deste país utilizem fundos para promover interesses particulares, não defendendo um ensino público de qualidade e valorizado para todos os seus cidadãos. 24 de Julho de 2015 A CDU – Coligação Democrática Unitária / Valongo

IMG_20150724_162543.jpg

 

Alguns documentos relativos a iniciativas dos nossos deputados e alguns links que falam sobre propostas nossas na CMV e visitas anteriores às escolas: