Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Prioridades para Valongo

05.09.13

Resgatar o Município da actual situação de dependência e endividamento, rompendo com os condicionalismos resultantes da adesão ao programa do ex-Ministro Relvas designado Programa de Apoio à Economia Local - PAEL;


Encetar processos tendo em vista a re-municipalização dos serviços municipais privatizados, cujos contractos se têm revelado ruinosos para a Câmara, nomeadamente: Águas e Saneamento, Parquímetros e Parques de Estacionamento e Recolha do Lixo e Limpeza da Via Pública;


Proteger o ambiente e os espaços verdes, actuando no sentido da despoluição dos rios Leça e Ferreira, incluindo a recuperação das suas margens, exigir do poder central a criação do Parque Natural das Serras de Sta. Justa, Pias, Castiçal, Flores e Banjas e a criação de zonas de lazer e parques de proximidade junto das áreas habitacionais;


Defender os serviços públicos, quer municipais, quer da responsabilidade da Administração Central, combatendo o ataque promovido pelos sucessivos governos contra as funções sociais do Estado. Recusar a redução de valências do Hospital de Valongo. Defender investimentos nos Centros de Saúde. Reclamar a requalificação das escolas secundárias de Ermesinde e Valongo. Exigir mais e melhores transportes públicos em todas as freguesias. Recusar o encerramento de estações dos CTT;


Promover o associativismo, a cultura e o desporto, apoiando o movimento associativo popular, dinamizando as Casas da Cultura e bibliotecas existentes e criando um Plano de Promoção do Desporto em articulação com clubes e escolas com o aproveitamento integral dos equipamentos municipais existentes (piscinas e outras instalações desportivas);


Reabilitação das habitações e dos espaços exteriores dos bairros municipais e a promoção de um mercado social de arrendamento, capaz de garantir o acesso à habitação a preços acessíveis;


Dinamizar a economia local, desenvolvendo as Zonas Industriais de Campo, Alfena e Sobrado, procurando atrair mais empresas ao concelho. Criar um Plano de Apoio ao Comércio Local. Rentabilizar as feiras e mercados;


Apoiar as famílias, as crianças e a 3ª idade, através da criação de uma verdadeira rede de creches, infantários e ATLs e de mecanismos de apoio aos mais idosos;


Reforçar os meios de resposta aos graves problemas sociais existentes, com equipas municipais próprias com real capacidade de intervenção;


Dar voz reivindicativa a Valongo, afirmando os interesses das populações e dos trabalhadores no quadro das políticas de direita em curso. Desenvolver uma articulação inter-municipal no quadro da Área Metropolitana do Porto, procurando soluções conjuntas para problemas comuns aos vários municípios.

 

Grupo Parlamentar do PCP e CDU reúnem com Administração do Centro Hospitalar S. João

03.09.13
Amanhã, 4ªf, dia 4 SetembroDeclarações às 12h na Entrada do Hospital de Valongo



Perante o encerramento gradual de serviços do Hospital de Valongo e a possibilidades de novas medidas desta ordem para breve, o Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, através do Deputado Jorge Machado, solicitou uma reunião de urgência com a Administração do Centro Hospitalar S. João.


Assim, amanhã, 4ªf, dia 4 de Setembro, uma delegação constituída pelo Deputado Jorge Machado, por Adriano Ribeiro, candidato da CDU à Câmara de Valongo, por César Ferreira, candidato da CDU à Assembleia Municipal de Valongo, e Luís Vaz, candidato da CDU à Junta de Freguesia de Valongo, vai proceder a uma reunião com os dirigentes hospitalares e a uma visita às instalações desta importante unidade de saúde.


Estão previstas declarações às 12h na entrada principal do Hospital de Valongo.

CDU APRESENTA PRIORIDADES ELEITORAIS PARA VALONGO

02.09.13

A CDU – Coligação Democrática Unitária apresenta-se às eleições autárquicas com trabalho feito no Concelho de Valongo. Trabalho que deixou marca quando estivemos representados na Vereação e trabalho que deixa marca no mandato que agora finda, através da vasta intervenção desenvolvida na Assembleia Municipal.

Com o projecto autárquico do PSD/CDS esgotado e as outras forças políticas que se apresentam presas a objectivos pessoais e sem diferenças de fundo entre si, a CDU é a alternativa de que o concelho de Valongo precisa.

A eleição de Vereador da CDU na Câmara de Valongo, é a melhor garantia para os Valonguenses que terão quem os represente no executivo municipal com competência, honestidade e acima de tudo, muito trabalho.

Consciente da necessidade de alterar profundamente o actual estado de coisas, fundamentada pela sua experiência e trabalho de proximidade com a vida do concelho, a CDU apresenta as seguintes prioridades eleitorais para o mandato 2013 – 2017:

 

  1. Resgatar o Município da actual situação de dependência e endividamento, rompendo com os condicionalismos resultantes da adesão ao programa do ex-Ministro Relvas designado Programa de Apoio à Economia Local - PAEL;
  2. Encetar processos tendo em vista a re-municipalização dos serviços municipais privatizados, cujos contractos se têm revelado ruinosos para a Câmara, nomeadamente: Águas e Saneamento, Parquímetros e Parques de Estacionamento e Recolha do Lixo e Limpeza da Via Pública;
  3.  Proteger o ambiente e os espaços verdes, actuando no sentido da despoluição dos rios Leça e Ferreira, incluindo a recuperação das suas margens, exigir do poder central a criação do Parque Natural das Serras de Sta. Justa, Pias, Castiçal, Flores e Banjas e a criação de zonas de lazer e parques de proximidade junto das áreas habitacionais;
  4. Defender os serviços públicos, quer municipais, quer da responsabilidade da Administração Central, combatendo o ataque promovido pelos sucessivos governos contra as funções sociais do Estado. Recusar a redução de valências do Hospital de Valongo. Defender investimentos nos Centros de Saúde. Reclamar a requalificação das escolas secundárias de Ermesinde e Valongo. Exigir mais e melhores transportes públicos em todas as freguesias. Recusar o encerramento de estações dos CTT;
  5. Promover o associativismo, a cultura e o desporto, apoiando o movimento associativo popular, dinamizando as Casas da Cultura e bibliotecas existentes e criando um Plano de Promoção do Desporto em articulação com clubes e escolas com o aproveitamento integral dos equipamentos municipais existentes (piscinas e outras instalações desportivas);
  6. Reabilitação das habitações e dos espaços exteriores dos bairros municipais e a promoção de um mercado social de arrendamento, capaz de garantir o acesso à habitação a preços acessíveis;
  7. Dinamizar a economia local, desenvolvendo as Zonas Industriais de Campo, Alfena e Sobrado, procurando atrair mais empresas ao concelho. Criar um Plano de Apoio ao Comércio Local. Rentabilizar as feiras e mercados;
  8. Apoiar as famílias, as crianças e a 3ª idade, através da criação de uma verdadeira rede de creches, infantários e ATLs e de mecanismos de apoio aos mais idosos;
  9. Reforçar os meios de resposta aos graves problemas sociais existentes, com equipas municipais próprias com real capacidade de intervenção;
  10. Dar voz reivindicativa a Valongo, afirmando os interesses das populações e dos trabalhadores no quadro das políticas de direita em curso. Desenvolver uma articulação inter-municipal no quadro da Área Metropolitana do Porto, procurando soluções conjuntas para problemas comuns aos vários municípios.

 

 

Por fim, há uma ideia fundamental que importa que todos os eleitores ponderem no momento do voto. Nunca umas eleições autárquicas estiveram tão ligadas aos problemas gerais do país. PSD, CDS e PS são responsáveis pelas políticas de desastre nacional que têm agravado a vida das pessoas, aumentado as injustiças sociais. Assim, as próximas eleições autárquicas são uma oportunidade para com o seu voto penalizar estes partidos e dar mais força à CDU, condição fundamental para concretizar a mudança necessária.

 

 

Valongo, 2 de Setembro de 2013

CDU alerta para possibilidade de mais encerramentos no Hospital de Valongo após eleições autárquicas

01.09.13

GRUPO PARLAMENTAR DO PCP REQUER REUNIÃO DE URGÊNCIA COM ADMINISTRAÇÃO DO CENTRO HOSPITALAR S. JOÃO

 

O Hospital de Valongo tem vindo a ser objecto de um processo de redução gradual de valências e serviços, num quadro de uma política nacional de saúde assente em critérios economicistas e privatizadores e do cumprimento do Pacto de Agressão subscrito entre a troika nacional e a troika estrangeira.


Objectivamente, pese embora tenha uma população de utentes de cerca de 200 mil pessoas, servindo o concelho de Valongo e freguesias de Gondomar e Paredes, o Hospital de Valongo, de facto, é encarado pelo Governo como apenas uma repartição de serviços complementares ao Hospital de S. João, unidade com a qual constitui o Centro Hospitalar de S. João.

 

A recente decisão de encerramento das urgências de pediatria, a par com outras alterações realizadas anteriormente, decorre da argumentação oficial de estabelecer diferenciação entre as duas unidades do Centro Hospitalar, ao invés de privilegiar os cuidados de saúde de proximidade necessários às populações. Com estas opções, apenas beneficiam os grupos promotores das unidades privadas de saúde, que em Valongo e no Grande Porto, continuam a proliferar em prejuízo do Serviço Nacional de Saúde e do interesse dos utentes e à custa do dinheiro dos contribuintes.

 

Neste contexto, importa recordar a intensão do Governo de encerrar completamente o serviço nocturno das urgências do Hospital de Valongo, decisão que chegou a estar tomada e com data de aplicação estabelecida, mas que foi travada pela onda de justos protestos que suscitou. Na altura, há cerca de um ano, procurava-se substituir o serviço nocturno de urgências por uma ambulância de piquete, como se o serviço e a capacidade de resposta de ambos fossem comparáveis (ver http://cduvalongo.blogs.sapo.pt/236995.html)

 

A CDU – Coligação Democrática Unitária não aceita como argumento para a redução de serviços do Hospital de Valongo a necessidade de realização de uma aposta nos serviços de saúde primários – os Centros de Saúde. Aliás, se este argumento da tutela fosse sincero, há muito que as promessas de novas instalações para os centros de saúde de Campo e de Alfena teriam sido cumpridas.


A CDU alerta para o facto de o Governo ter em preparação um pacote de malfeitorias a levar cabo no dia seguinte às eleições autárquicas, entre as quais poderão estar também mais cortes no Hospital de Valongo. Todos os sinais apontam para que o Governo procure em breve concretizar uma redução ainda maior de serviços de saúde em Valongo.

 

O candidato do PSD à Câmara de Valongo e ex-Vice Presidente de Fernando Melo, João Paulo Baltazar, pese embora toda a demagogia que manifesta na abordagem das consequências locais das opções nacionais do seu próprio partido e Governo, tem vindo a assumir um papel de “amortecedor” ao desenvolvimento da luta e dos protestos. Sem coragem para dar a cara pelas malfeitorias do Governo do seu partido, refugia-se em declarações “redondas” junto dos Valongueses.

 

Com o objectivo de aprofundar o seu conhecimento da situação e de confrontar o Ministério da Saúde com a situação do Hospital de Valongo, o Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, através do Deputado Jorge Machado, requereu uma reunião de urgência com a Administração do Centro Hospitalar S. João.

 

Valongo, 31 de Agosto de 2013

A CDU – Coligação Democrática Unitária / Valongo

Pág. 4/4