Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

CDU lança Mês dedicado ao Desporto e ao Associativismo com visita a equipamentos desportivos de Ermesinde

29.05.09

No lançamento de um mês dedicado à intervenção em torno do tema do desporto e do associativismo, que culminará com um encontro sobre políticas desportivas, o qual terá lugar em Ermesinde no próximo dia 2 de Julho, a CDU/Valongo realiza uma visita, no próximo domingo, 31 de Maio, da parte da manhã, a alguns equipamentos desportivos da cidade de Ermesinde.

 

Equipada a rigor, uma comitiva da CDU, de que farão parte os cabeças-de-lista desta força política às próximas eleições autárquicas (José Deolindo Caetano, para a Câmara Municipal de Valongo, Adriano Ribeiro, para a Assembleia Municipal, e Sónia Sousa, para a Junta de Freguesia de Ermesinde), "tentará" praticar desporto de recreação nesta freguesia do concelho de Valongo. O objectivo é o de lançar um olhar sobre a situação dos equipamentos e sobre o que têm (ou não têm..) sido as iniciativas autárquicas no âmbito da animação desportiva e do apoio ao associativismo.

 

Os candidatos da CDU farão uma declaração aos Jornalistas pelas 10h30, junto ao circuito de manutenção dos Montes da Costa, em Ermesinde. O ponto de encontro prévio será junto ao Cemitério N.º 2, pelas 10h00.

 

Participa... Mas veste-te a rigor, para connosco praticares... ou melhor, tentares praticar desporto!

 

A CDU/Valongo

Campanha da CDU para as Eleições Europeias percorre o concelho de Valongo

28.05.09

A campanha da CDU para as Eleições Europeias estará hoje, dia 28 de Maio, e amanhã, dia 29 de Maio, nas ruas do concelho de Valongo, em acções de contacto com a população.

A presença de camaradas e amigos/as residentes no concelho de Valongo nas comitivas que acompanharão estas acções é fundamental.

As acções serão as seguintes:

- Hoje, 28 de Maio: acção de contacto e esclarecimento da população junto à Estação de Ermesinde. PONTO DE ENCONTRO: Porta principal da Estação, 16 horas.

- Amanhã, 29 de Maio: acção de contacto e esclarecimento/arruada no centro da cidade de Valongo, com a presença de ILDA FIGUEIREDO. PONTO DE ENCONTRO: Praça Machado dos Santos, 17 horas.

 

Junta-te a nós para um grande resultado nas Eleições Europeias de 7 de Junho!

 

A Coordenadora da CDU/Valongo

Novas Oportunidades: solução para o país ou fraude?

27.05.09

Portugal apresenta um baixo nível de qualificação quando comparado com os seus congéneres da União Europeia. Este facto, sobejamente conhecido, constitui um dos principais entraves ao desenvolvimento do país, na medida em que nos impossibilita de competir com as nações mais qualificadas e tecnologicamente mais avançadas, aproximando-nos daquelas que competem sobretudo recorrendo ao modelo da produção indiferenciada e dos baixos salários, modelo que, de resto, conhecemos bem.


Todos os dias nos entra casa adentro publicidade à iniciativa Novas Oportunidades, que o Governo PS lançou em 2005. Nesta publicidade, é feita referência a portugueses empreendedores com carreiras de sucesso que, porém, não tiveram a oportunidade de seguir um percurso escolar igualmente bem sucedido, mas que pretendem actualizar-se, ver certificadas as competências adquiridas ao longo do seu trajecto e, eventualmente, adquirir competências novas. Os Centros Novas Oportunidade (CNO) – que existem desde 2000, mas com uma outra designação (Centros de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, ou Centros RVCC) – são apresentados como veículos da qualificação da população e, consequentemente, como meios de promoção da coesão social do país.


A iniciativa Novas Oportunidades proporciona aos adultos várias modalidades de formação. A mais debatida e a quem tem mais investimento por parte dos CNO é, sem dúvida, o reconhecimento das competências adquiridas ao longo da vida (RVCC). Nestes últimos anos, o RVCC foi expandido e consolidado, sendo cada vez mais rara a freguesia – sobretudo nas áreas mais densamente povoadas – que não tem à disposição da respectiva população mais do que um Centro de Novas Oportunidades com esta valência. Também é esta modalidade de formação a mais apreciada e desejada pelos adultos, apesar de se ouvir aqui e ali comentários depreciativos acerca da mesma.

 

Muitos adultos chegam aos CNO acreditando que basta preencher umas quantas fichas com a sua história de vida para validar competências ao nível do ensino básico ou mesmo secundário, assim conseguindo o tão desejado certificado. Por vezes, é mesmo assim: são conhecidos os casos de Centros que trabalham para os números, com recursos humanos insuficientes e visando apenas o lucro. O trabalho desses Centros não é regulado e o que se conclui é que apenas interessa ao Poder Central ver “resultados”, isto é, observar o cumprimento das metas quantitativas estipuladas a nível nacional. Nesta competição do cumprimento das metas, outros que até então desenvolviam um trabalho sério acabam por optar, frequentemente, pelo desleixo, já que, se é verdade que os próprios responsáveis da entidade reguladora referem que nenhum Centro foi fechado ou viu reduzidas as verbas por não atingir as metas definidas, também não deixa de existir forte pressão para que as mesmas sejam atingidas.

 

Actualmente, e enquanto não forem devidamente fiscalizados e, eventualmente, fechados os Centros que não desenvolvem um trabalho de qualidade, muitos portugueses continuarão a ser certificados sem terem competências para tal e muitos que foram certificados correctamente não verão o certificado valorizado pelas entidades patronais, que sabem o modo como processo tende a desenrolar-se e, por isso, têm grande dificuldade em separar o trigo do joio.

 

Se não se travar o andamento actual de todo este processo e se não se investir na sua avaliação criteriosa, o valor da iniciativa pode estar em causa. É minha convicção, alicerçada em experiência pessoal, que a maioria dos adultos tem um défice de conhecimentos não colmatável com 50 horas de formação (máximo de horas de formação no RVCC). Não obstante, é manifesto que, para uma pequena parte dos portugueses, que foram aumentando os seus conhecimentos ao longo da vida com as suas experiências profissionais e pessoais, o RVCC aparece como ideal.

 

Sendo assim, o RVCC não é nem a solução para o país, nem uma fraude. É, isso sim, uma solução parcial para o défice de qualificações da população portuguesa, uma solução para uma franja reduzida da população. Exige-se aos responsáveis pela Educação o investimento nos cursos de educação e formação e no ensino recorrente e o incentivo ao investimento das famílias e dos indivíduos não na certificação daquilo que já sabem, mas sim na aprendizagem daquilo que lhes falta saber. Com esta “fúria certificadora”, corremos o risco de ter grandes resultados nos censos de 2011, resultados que deixarão os nossos governantes exultantes com a satisfação dos seus objectivos estatísticos, mas poucas mudanças efectivas no rumo e processo de desenvolvimento do país.

 

* Sónia Sousa

Artigo de opinião publicado na voz de Ermesinde


Sobre os últimos acontecimentos verificados na Assembleia Municipal de Valongo

26.05.09

Sobre o desenrolar das últimas sessões da Assembleia Municipal de Valongo, a CDU lamenta o conjunto de problemas ocorridos e responsabiliza inteiramente o PSD e a Presidente da Mesa da Assembleia pelos mesmos.


Enquanto o PSD tenta vitimizar-se, e assim desviar as atenções do “negócio” que procura levar a cabo, relativo à entrega de um importante serviço público a privados, negócio cujo valor ascende 24 milhões euros, verifica-se que a Presidente da Mesa da Assembleia vai tentando a todo o custo, inclusivamente passando por cima das leis em vigor e do próprio regimento da Assembleia, fazer aprovar a proposta de entrega do referido serviço.


À semelhança do que ocorrera na reunião precedente, a reunião que a Presidente da Mesa da Assembleia Municipal de Valongo agendou para o passado dia 25 de Maio foi interrompida por falta de quórum. Consideramos que não foram cumpridos os prazos da convocatória e que houve uma tentativa de limitação dos tempos de intervenção. Trata-se, por isso, de uma alteração unilateral do regimento, o que é inaceitável.


Por considerar que a convocatória era ilegal, a CDU impugnou a reunião, no que foi acompanhada pelo PS. Mesmo com os pedidos de impugnação, porém, a Presidente da Mesa da Assembleia tentou realizar a reunião.

A CDU não teme e condena veementemente a prepotência e ameaças da Presidente da Mesa da Assembleia Municipal de Valongo, que, em consonância com o PSD e o executivo camarário, tenta coagir o livre funcionamento do órgão autárquico a cuja Mesa preside.

Considera a CDU que o comportamento da Presidente da Mesa da Assembleia não ajuda a resolver o conflito, antes o agrava, adiando a discussão do que realmente interessa.

Por tudo isto, e tendo em conta os acontecimentos verificados na reunião de ontem da Assembleia Municipal de Valongo, a CDU reafirma aquilo que teve oportunidade de afirmar no passado, isto é, que a Dr.ª Sofia de Freitas não tem, por um lado, legitimidade política e, por outro lado, competência para desempenhar o cargo de Presidente da Mesa da Assembleia Municipal de Valongo, pelo que é da maior urgência que peça a demissão. É o que a CDU exige.

Mais de 85000 na Marcha em Lisboa

25.05.09

A maior iniciativa política alguma vez realizada em Portugal. Um mar de gente que respondeu ao apêlo da CDU e encheu as avenidas de Lisboa desde o Campo Pequeno até ao Marquês de Pombal. A Marcha deu expressão ao protesto e indiganção que varre o país, dizendo basta de injustiças, exigindo uma ruptura e uma mudança, afirmando com determinação e confiança que, com mais força à CDU, sim, é possível uma vida melhor.

 

Visita da CDU ao Bairro de Mirante de Sonhos, em Ermesinde: moradores contestam abandono

22.05.09

Uma delegação da CDU, na qual se integravam José Deolindo Caetanto, candidato à Presidência da Câmara de Valongo, Adriano Ribeiro, primeiro candidato à Assembleia Municipal, e Sónia Sousa, candidata à Presidência da Junta de Ermesinde, visitou, no passado dia 17 de Maio, Domingo, o Bairro de Mirante de Sonhos, em Ermesinde.

 

Convidados por diversos moradores a visitar as suas casas, pudemos verificar a degradação generalizada das habitações devida a infiltração de águas (ver fotografias). Esta situação deve-se à má qualidade dos isolamentos utilizados na construção e à falta de intervenção da Câmara e da sua empresa, a VallisHabita, na reparação do que necessita de ser reparado e na manutenção do que necessariamente precisa de ser mantido.

 

 

Alguns moradores queixam-se também de aumentos excessivos de rendas, sobretudo em famílias de mais baixos rendimentos e que atravessam dificuldades – reformados, desempregados de longa duração, famílias com pessoas doentes e com despesas elevadas de saúde. As queixas estendem-se ainda às dificuldades encontradas junto da empresa municipal e da Câmara sempre que está em causa o contacto dos moradores com estas instituições.

 

Também verificámos mais uma vez o isolamento a que este conjunto habitacional continua sujeito, sobretudo devido a não ser servido pela carreira de autocarros da STCP, como já por mais de uma vez foi pedido. Esta situação leva a que muitas pessoas passem largos períodos sem poder sair do Bairro, e tenham mesmo dificuldades para se deslocar ao médico. Recorde-se que o Bairro fica localizado numa das mais excêntricas áreas da freguesia de Ermesinde, próximo do seu limite oriental, entre os lugares de Montes da Costa e Sonhos.

 

Como as entidades públicas que podem e devem resolver estes problemas continuam a fazer orelhas moucas, a CDU convidou os moradores deste Bairro a deslocarem-se à Junta de Freguesia de Ermesinde no próximo dia 3 de Junho, dia de reunião da Junta, pelas 21h30 horas, onde poderão apresentar de viva voz as suas razões aos membros deste órgão autárquico.

 

A CDU aproveitou ainda para lembrar que dispõe na Junta de um gabinete de atendimento, que funciona na última quarta feira de cada mês, das 18 às 19 horas.

 

A Coligação Democrática Unitária

CDU visita Bairro de Mirante de Sonhos, em Ermesinde

17.05.09

Uma comitiva da CDU, liderada pelo candidato à Presidência da Câmara Municipal de Valongo e actual líder da CDU na Assembleia Municipal, José Deolindo Caetano, e pela candidata à Presidência da Junta de Freguesia de Ermesinde e actual Vogal deste órgão, Sónia Sousa, visita hoje, Domingo, 17 de Maio, o Bairro de Mirante de Sonhos, localizado no extremo oriental da freguesia de Ermesinde, entre os lugares de Montes da Costa e Sonhos.

 

A visita realiza-se pelas 10h30 e visa promover, através da recolha de informações junto da população local, o aprofundamento do conhecimento acerca da situação dos bairros camarários, com vista a uma intervenção nos órgãos autárquicos onde a CDU está representada (Junta e Assembleia de Freguesia de Ermesinde e Assembleia Municipal de Valongo).

 

A situação dos bairros camarários e, em geral, da coesão social no concelho de Valongo tem sido uma das preocupações da CDU ao longo dos últimos anos e será uma das temáticas a abordar prioritariamente por esta força política nos meses que se avizinham.

 

A CDU/Valongo

Pág. 1/3