Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

AF Ermesinde - Declaração de Voto

14.03.08

Na perspectiva de que seriam realizadas algumas medidas e actividades em benefício da população, do Ambiente, da Cultura, da cidade enfim, constantes dos próprios orçamentos ou neles inseridos por proposta nossa, os eleits do PCP viabilizaram nos dois primeiros anos do actual mandato, os orçamentos e planos apresentados à discussão e votação pela maioria na Junta. Procuramos também ter uma atitude construtiva nesta autarquia, apesar dos nossos detractores estarem sempre a repetir que estamos sempre no contra. 

 Ao contrário do que possam dizer os que analisam estas questões e acções de costumada e velha e revelha má-fé, a viabilização dos orçamentos pelos eleitos da CDU na Junta e na AF, de forma sempre coerente e concertada, não foi baseada em qualquer negócio político ou muito menos na concordância acrítica com o conteúdo dos documentos que foram propostos à nossa consideração.

Fomos, entretanto, constatando, como pouco antes do fim do ano passado aqui tive ocasião de dizer, que a maior parte e as mais significativas das promessas feitas pelo PSD não seriam concretizadas. Os motivos, já de si escassos, para a viabilização dos orçamentos deixaram, por isso, de existir, por parte da CDU. E assim a proposta de orçamento e plano da Junta para 2008 foi rejeitada no executivo também com o nosso voto.

Criou-se o impasse de todos conhecido, que apenas foi ultrapassado por concertação de uma decisão política dos partidos representados neste órgão autárquico.

 

Concordamos em não inviabilizar o orçamento e plano apenas no quadro do comprometimento do PS e do BE nesta viabilização, através de um voto de abstenção, tendo sobretudo em conta:

1) a necessidade de concluir as obras do edifício da Junta – que, até agora, o PSD não fez apenas porque não quis, uma vez que tem dotação orçamental desde o início do mandato para tal; e devo dizer que pensamos que não vai fazer senão na última, ou seja, no ano de eleições;

2) a necessidade de assegurar a regular gestão deste órgão autárquico;

3) a necessidade de contornar a eventual tentação de dramatização da situação da Junta por parte do PSD, bem como as manobras, já indiciadas em mais do que uma ocasião pelos membros daquele Partido neste órgão, de que deixariam cair  iniciativas importantes da Junta durante o ano de 2008 (sem terem em conta que isso prejudicaria em exclusivo a população);

 4) a necessidade de chamar o PS às suas responsabilidades enquanto Partido da Oposição com a maior representação na Junta e na AF, responsabilidades que, compreendemos lhe seria mais cómodo não assumir, já que tal faz parte da sua estratégia.

Em suma, embora contribuindo para não inviabilizar o orçamento e plano em apreciação, demarcamo-nos inteiramente, quer do seu conteúdo geral, quer dos procedimentos e prática política e administrativa da maioria no executivo da Junta. Adicionalmente, recordamos que se trata de uma posição de carácter estritamente conjuntural, decorrente da alteração das circunstâncias políticas locais, que, portanto, não condiciona qualquer posição futura da CDU neste órgão autárquico.

JFE - Proposta – Comemorações do 25 de Abril

06.03.08

A Junta da Freguesia tem vindo a comemorar o 25 de Abril com a dignidade que esta data impõe. A CDU considera que este trabalho deve ser continuado e, se possível, melhorado. As comemorações do 25 de Abril merecem que o Executivo una esforços para implementar um programa que englobe iniciativas variadas, de forma a chegar a diferentes tipos de públicos.

 

Para 2008, a CDU propõe a realização das seguintes iniciativas:

 

A divulgar o mais rápido possível: Concurso de cartazes alusivos ao 25 de Abril (com o envio atempado da publicidade para as escolas). Data limite de entrega dos trabalhos no dia 18 de Abril (sexta), escolha dos trabalhos de 21 a 23. Exposição dos trabalhos em todos os momentos da comemoração do 25 de Abril. Entrega dos prémios no dia 24 de Abril antes do Debate.

24/Abril: Debate no Fórum Cultural de Ermesinde para os alunos das escolas EB 2,3 e Secundária de Ermesinde (pré-inscrição das turmas).

25/Abril (manhã): Corrida tradicional do 25 de Abril.

27/Abril (10h30): Mini-corrida (caminhada dos 0 aos 100) pelo 25 de Abril – Ermesinde corre Livre.

27/Abril (16h00): Concerto comemorativo com a banda Erva de Cheiro (para as comemorações do 25 de Abril prepararam uma homenagem a ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA, na semelhança do que foi feito em 2007 – valor de 1300.00 € + Iva (1573€) + Almoço + Pagamento à SPA.

.

Segue em anexo a calendarização, o orçamento da publicidade, a biografia dos convidados.


 

Ermesinde, 5 de Março de 2008

 

A Coligação Democrática Unitária


 

A proposta foi rejeitada pelo PS e pelo PSD por falta de verbas. Na proposta apresentada pelo PSD (corrida tradicional e mini-corrida) foi aceite a inclusão de um debate na Escola Sec. de Ermesinde com João Pedro Mésseder e o consurso de cartazes.

JFE - Tomada de Posição - Zona da Gandra

06.03.08

 

A situação da R. da Índia, agora com a abertura do Pingo Doce, deve ter a nossa atenção, uma vez que esta zona, já por si caótica, vai passar a ter um supermercado, que levará ao aumento do tráfego de carros, camiões e pessoas.

Assim, a CMV tem mesmo de avançar no sentido da regulação do estacionamento naquela área (como já propusemos, ver proposta entregue em reunião anterior), para além da regulação rigorosa dos sentidos de trânsito e do reforço da fiscalização na zona.

Se passearmos por esta zona, uma outra situação salta à vista, a conspurcação dos passeios com as fezes de cão. Valeria a pena iniciar um projecto para a recolha das fezes dos cães no concelho, podendo a CMV começar por o implementar na Gandra.

 

 

Ermesinde, 4 de Março de 2008

 

 

A Coligação Democrática Unitária

AM de 26/2/08 - Intervenção antes da ordem do dia

06.03.08

Meus senhores e minhas senhoras:

 

Este período antes da ordem do dia, é aproveitado pelos elementos da assembleia, para questionar e levantar problemas e também apontar soluções para os resolver. Ora, com as últimas noticias que nos chegam, esta tarefa vai carecer de trabalho redobrado.

 

Com a pseuda reestruturação do executivo camarário e com a nova distribuição dos pelouros – a responsabilidade política tende a diluir-se.

Com as justificações “eu já não tenho esse pelouro”, falem com o Presidente, “o caso até estava bem encaminhado”, mas peço desculpa, não posso mexer no assunto, ”pois não quero interferir com os poderes do Presidente”.

 

Com a dificuldade que nos habituou o senhor Presidente – por vezes pela sua ausência, outras vezes com a sua chegada depois da ordem do dia, iremos ficar sem respostas e sem solução para os problemas.

 

Os problemas do concelho são muitos e tende a agravar-se. Este executivo já mostrou que não tem imaginação, nem saber para os resolver.

 

Sabemos, que algumas competências do Presidente são delegas nos funcionários camarários. Não acreditamos, por isso, que o Dr. Fernando Melo consiga dar “conta do recado”. O Sr. Presidente tem vindo a sofrer um enorme desgaste, e tem tentado agarrar-se ao poder, ou através da receita do “queijo limiano” ou recorrendo à versão das listas de “independentes”.

 

Tudo isto seria razoável e até normal, se não se tratasse de uma Câmara Municipal, mas de uma simples associação de um grupo de amigos.

 

Por isso a CDU, reafirma que discorda do tipo de governação deste executivo, em que aos problemas somam-se outros problemas e os rostos políticos da governação camarária, sacodem a água do capote, fazendo-se de vítimas, tentando esconder a incompetência, adiando a resolução dos problemas do concelho.

 

Se a degradação deste executivo continuar e os problemas não tiverem solução, a CDU, está a ponderar apresentar numa próxima assembleia, uma moção de censura a esta maioria. Esta nossa intervenção, embora não tenha esse carácter formal, pode vem ser entendida como tal.

 

Correndo o risco de ficar sem interlocutor, lá vai algumas questões que gostaríamos de obter respostas.

  • Quanto sabemos, parece estar em estudo a cisão da Divisão da PSP de Matosinhos em duas, passando Matosinhos a integrar as esquadras de Matosinhos, S. Mamede de Infesta e de Santiago de Custóias. A nova Divisão da PSP da Maia, passará a integrar as esquadras da Maia e de Águas Santas, saídas da actual Divisão de Matosinhos, e ainda as esquadras de Valongo e de Ermesinde. Perguntamos, foi a Câmara Municipal de Valongo informada ou consultada sobre esta alteração?
  • Ermesinde Sport Clube: O executivo camarário está atento às dificuldades deste clube?
  • Sporting de Campo: Para quando a resolução do problema do seu campo de jogos?
  • O que vai fazer este executivo para ajudar estes clubes? Estará a CMV à espera de mais planos de urbanização e contrapartidas, quase sempre não bem esclarecidas? Será que este executivo tem alguma política de apoio ao desporto e às colectividades do concelho?
  • Gostaríamos, também, de perguntar ao senhor presidente, se está atento á via do prolongamento da Rua Fernão Lopes, em Valongo, com ligação a Balselhas e Campo (EN15) – Quando é que esta via vai sofrer obras de melhoramento?

 

Por último, lançamos um desafio a este executivo e a todas as forças politicas representadas nesta assembleia.

Temos ultimamente assistido ao lançamento de vários planos de urbanização, planos de pormenor, loteamentos, etc. Ora estes projectos têm sido objecto de criticas, quer pela oposição, quer mesmo por vereadores que compõe a maioria.

Por isso a CDU, lança o desafio a este executivo e às restantes forças politicas da oposição, estão dispostas a promover uma assembleia municipal extraordinária, para debater projectos como o Plano de Pormenor de Ermesinde, Plano de Urbanização Bela/Vilar (incluindo o novo hospital de Alfena), Quinta Bandeirinha, Nova Zona Industrial de Alfena, etc.

 

Está também disposta esta maioria a lançar um grande debate sobre a alteração do PDM, o qual já devia estar concluído, ou vamos aguardar a consolidação dos projectos atrás citados, para os incluir no novo PDM.

 

Aguardamos a resposta

JFE - Reunião Ordinária

02.03.08

5 de Março de 2008 (Quarta-feira) pelas 21,30 horas, com a seguinte ordem de trabalhos:


Período antes da ordem do Dia:

a) Informações

b) Intervenção do público

c) Intervenção dos membros da Junta.


Ordem do Dia:


  1. Discussão e Aprovação das Actas nºs. 01 e 02 de 2008;
  2. Nomeação de Representante do Presidente da Junta no Conselho Consultivo da Cidade;
  3. Apresentação e discussão de propostas para as Comemorações do 25 de Abril;
  4. Deliberar sobre a aquisição diária de 1 exemplar de "O Janeirinho", para oferecer às escolas;
  5. Expediente.