Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Valongo sem direito a quaisquer verbas do PIDDAC 2011

22.10.10

De acordo com a proposta do Governo PS para o Orçamento Geral do Estado 2011, o concelho de Valongo não receberá quaisquer investimentos, no próximo ano, no âmbito do Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC). De ano para ano, Valongo tem vindo a receber verbas de investimento da Administração Central cada vez mais baixas (em 2010, essas verbas foram em montante pouco superior a 143 mil euros). Em 2011, porém, a situação roça o absurdo, já que o concelho não tem previstos quaisquer investimentos em sede de PIDDAC. Zero euros. É esta a dotação do PIDDAC para Valongo, situação que, no Grande Porto, o concelho partilhará com a Maia e Póvoa de Varzim. Isto significa que nenhum novo investimento será iniciado no concelho no próximo ano.

 

É caso para perguntar: não há necessidades de investimento no concelho de Valongo? Seguramente que há! Ainda recentemente, em visita ao concelho, o deputado do PCP na Assembleia da República, Jorge Machado, constatou a necessidade de construção de um novo Centro de Saúde em Alfena, para a qual o PCP tem proposto sucessivamente a inclusão de verbas no PIDDAC. E há não muito tempo, o Secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, anunciou em Campo, com pompa e circunstância, a conclusão, no prazo de dois anos, do novo Centro de Saúde, para o qual já há terreno. Este ano, porém, as verbas antes inscritas para concretização destas obras desaparecem. Há também acessibilidades a construir, associadas às obras de construção das novas auto-estradas que atravessam o concelho, como é o caso do Nó do Lombelho, também em Alfena. Há equipamentos e serviços públicos a construir ou renovar (estações de tratamento de águas residuais, instalações da Segurança Social, equipamentos de âmbito social). Há medidas de defesa do ambiente e da qualidade de vida a adoptar (despoluição do Rio Leça, reflorestação da Serra de Santa Justa e envolventes). Tudo áreas de intervenção para as quais o PCP - em Valongo e na Assembleia da República - tem reclamado atenção, mas que o Orçamento do Estado 2011 ignora por completo.

 

É caso ainda para perguntar: que andam PS e PSD a fazer? A nível local, não são conhecidas ainda quaisquer tomadas de posição destas forças políticas sobre este assunto. Da parte da Câmara PSD, o marasmo é total. Nada se diz, nada se faz. As provas de esgotamento do projecto autárquico da equipa de Fernando Melo são evidentes. Da parte do PS, demagogia. Localmente, anunciam-se grandes intenções (como ainda recentemente foi feito numa Assembleia Municipal realizada em Alfena, com a apresentação de uma proposta de elevação daquela Vila à categoria de Cidade); mas depois nada se diz e nada se faz quando são apresentadas, a nível nacional, propostas claramente danosas para o concelho.

 

Da parte do PCP, já está a ser preparado um pacote de propostas de investimento no concelho de Valongo, que oportunamente será divulgado, para apresentação aquando da discussão, na Assembleia da República, do Orçamento do Estado e do PIDDAC para 2011.

 

Valongo, 21 de Outubro de 2010

O Secretariado da Comissão Concelhia de Valongo do Partido Comunista Português

8 comentários

Comentar post