Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

AM - Declaração de voto sobre as Contas de Gerência de 2009

21.04.10

O Relatório de Contas de 2009 da Câmara Municipal de Valongo (CMV) vem comprovar, uma vez mais, a validade dos argumentos sucessivamente apresentados pela CDU quanto ao irrealismo da orçamentação de receitas para o ano em causa (já patente, de resto, em versões anteriores do Orçamento da CMV) e quanto à incapacidade da Câmara para captar verbas passíveis de reversão em investimento capaz de promover o desenvolvimento do concelho.

 

Dissemos, aquando da discussão do Orçamento de 2009, que este era irrealista; na altura, também não acreditámos que a maioria PSD conseguisse inverter o rumo que vinha traçando desde 2005. Dissemos também na altura que esta maioria estava politicamente desgastada e era tecnicamente incapaz de fazer melhor. Os factos hoje comprovam aquilo que dissemos na discussão do orçamento para 2009.

 

A taxa de execução da receita ficou-se abaixo dos 50% – a receita de capital tirando as verbas do QREN e as transferências para o parque escolar, é residual, o que demonstra a falta de arte e engenho para angariar receitas por parte desta maioria do PSD.

 

Pode a CMV continuar a dizer do facto de manter a sua capacidade de endividamento, mas o que não pode dizer, que conseguiu diminuir o passivo e a divida de curto prazo a terceiros.

 

O que se verifica é que estes valores se agravaram em 2009; em relação a 2008, o passivo corrente da Câmara Municipal de Valongo aumentou de 51.520.183 euros de 2008, para 68.115.787 euros em 2009. A juntar a tudo isto a dívida a curto prazo passou de 14 milhões de euros para 24 milhões de euros. Como tudo isto não fosse suficiente, o saldo do exercício agravou-se de 2.267.329 de euros negativos em 2008, para 7.108.576 euros negativos em 2009.

 

É bom recordar ao Dr. Fernando Melo que este foi um período em que as finanças estiveram ao seu cargo, uma vez que foram retiradas competências a quem vinha então a exercer este pelouro – grande exercício financeiro senhor Presidente da Câmara Municipal de Valongo!

 

Acha a CDU, que este relatório de contas não pode passar impune sem valer uma forte censura da nossa parte - ao contrário de outros que se escondem em falsas desculpas de não ter estado no executivo, tentando deitar fora “a água suja do banho do bebé”

 

 

Como a principal prejudicada desta situação é a população do concelho de Valongo, a CDU não pode tapar os olhos nem assobiar para o lado como outros o fazem, daí o nosso voto contra às contas de gerência de 2009

 

 

Valongo, 19 de Abril de 2010