Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

PCP não aceita exclusão de debate na RTP

11.11.09

O PCP considera que a sua exclusão do debate realizado no “Prós e Contras” da RTP de 9 de Novembro, dedicado ao tema «Prioridades da Governação» e onde participaram representantes do Governo, do PSD e do BE, constitui uma atitude de discriminação e silenciamento das suas posições incompatível com as obrigações de pluralismo e isenção a que esta estação está obrigada. 

A exclusão do PCP do debate realizado no programa “Prós e Contras” da responsabilidade da jornalista Fátima Campos Ferreira que foi para o ar ontem, dia 9 de Novembro, dedicado ao tema “Prioridades da Governação”, quando nesse mesmo programa estiveram presentes um representante do Governo PS e os presidentes dos grupos parlamentares do PSD e do BE, constitui uma atitude de discriminação e silenciamento das posições do PCP incompatível com as obrigações de pluralismo e isenção a que esta estação está obrigada.

Esta exclusão, mesmo depois de vários contactos efectuados por iniciativa do PCP junto da RTP, num quadro em que este é o primeiro programa “Prós e Contras” realizado depois da formação do Governo e da apresentação do seu programa, é tanto mais grave quanto a RTP tem obrigações de prestação de serviço público ao país.

Se dias antes tínhamos assistido através dos principais órgãos de comunicação social a uma discussão viva na Assembleia da República sobre o programa de Governo, na noite de ontem, a RTP deu uma mão  ao Governo PS colocando a seu lado – sem qualquer explicação possível - o presidente da AICEP.
 
Não pode, por isso, como a RTP pretendeu fazer crer aos seus telespectadores, falar-se de uma discussão séria sobre as “Prioridades da Governação” quando se excluem forças políticas com assento parlamentar, designadamente aquela que como o PCP que pelo seu programa e propostas apresenta o mais claro e assumido projecto de ruptura e mudança com a política do actual governo.
 
E se o Governo PS saiu melhor deste “debate”, na ausência de um confronto com o PCP, a democracia, essa, saiu pior, com mais um golpe no direito que assiste a cada força política de expressar a sua opinião em igualdade de circunstâncias. 
 
O PCP perante a gravidade desta atitude de discriminação por parte da RTP, para além da queixa entregue à Entidade Reguladora para a Comunicação Social para que proceda em conformidade, vai solicitar um encontro com a Direcção de Informação da RTP.