Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Balanço do Mandato em Ermesinde - 4 anos de trabalho com honestidade

03.09.09

Pretendo com esta pequena intervenção efectuar um balanço do que foi o contributo da CDU neste executivo, tal como sempre achamos que devia ser feito com as actividades realizadas por esta Junta. O balanço das actividades, a análise do que correu bem e do que correu mal, das fraquezas e dos pontos fortes, nunca pode ser visto como um gasto supérfluo de tempo, mas sim como uma tentativa de melhorar a acção e de evitar que se caía nos mesmos erros.

Ao longo destes 4 anos, tentei em nome da CDU dignificar a função para a qual fui eleita, trazendo à discussão problemas, sugerindo soluções, apontando caminhos e acções que pudessem melhorar o nível de vida de todos nós Ermesindenses.

Algumas vezes não consegui controlar a ira, o desalento e até mesmo a revolta por ver actividades que no meu ponto de vista beneficiavam a população, serem chumbadas, muitas das vezes tanto pelo PS como pelo PSD. Fui acusada de querer fazer os outros trabalharem, sem querer mexer sequer uma palha, esquecendo-se os acusadores do passado recente em que o PSD recusou a atribuição de responsabilidades à CDU, recusa que apenas prejudicou a população, já que quanto mais pessoas estiverem a desenvolver o trabalho, melhor com certeza este será. Também, alguns acusaram a CDU de querer um “tacho”, como se a atribuição de responsabilidade acarretasse qualquer custo para a Junta ou qualquer benefício monetário para mim.

Se o PSD durante estes 4 anos pouco fez, não foi por culpa da CDU, já que por nós muito mais teria sido feito e de certeza que mesmo assim muito mais haveria para esta junta fazer. A CDU nunca obstruiu a acção da Junta, dando-lhe, pelo contrário, bastantes vezes o benefício da dúvida para a resolução de questões que esta não soube aproveitar. Onde acabam os poderes e os deveres de uma Junta? Onde a imaginação e a vontade acabar. Qual a força reivindicativa de uma Junta? É proporcional à força de vontade e ao empenho dos elementos que a compõe.

Terminámos estes 4 anos, com a certeza de termos sido francos e honestos, de não termos entrado nas guerras e nos interesses pessoais, de não termos contribuído para o desmoronamento de um executivo de maioria PSD que nunca esteve unido. Não contribuímos para a intriga e para o apunhalamento. As nossas críticas foram olhos nos olhos, frontais e objectivas.

 Embora a CDU não tenha tido responsabilidades atribuídas no executivo da Junta que em breve terminará o mandato, por terminante recusa da maioria, não foi por isso que deixou de contribuir para o levantamento de problemas e de apontar ideias e caminhos para a sua solução, dentro do quadro das possibilidades e atribuições deste órgão autárquico.

Consideramos também honrados os compromissos assumidos com aqueles que nos confiaram o seu voto e acreditaram no nosso programa.

Assumo desde já o compromisso que sem renunciarmos aos nossos princípios e programa político, continuaremos, no futuro, receptivos a todas as propostas e soluções que possam melhorar a nossa vida colectiva e o Ambiente natural e humanizado em que esta decorre.

 

 

Sónia Sousa

**Intervenção realizada na reunião publica da Junta da Freguesia de Ermesinde

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Luís 09.09.2009

    O BE não aceitou fazer parte do executivo. É que trabalhar custa. O PS durante estes 4 anos muito pouco apresentou de propostas para a Junta fazer, apenas apontou os problemas das ruas deles que cabiam à CMV resolver.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.