Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Festa do Avante! - Uma festa para todos

19.08.09

 

É já nos próximos dias 4, 5 e 6 de Setembro que a Quinta da Atalaia abre portas à 33ª edição da Festa do Avante!, justamente considerada a maior iniciativa político-cultural que se realiza no nosso país.

A Festa do Avante! inclui no seu programa um amplo conjunto de iniciativas, em áreas tão diversas como a música, o desporto, as artes plásticas, o teatro, os debates e exposições, a ciência, o artesanato e a gastronomia regional e a intervenção política do PCP, elementos que todos os anos constituem renovados motivos de interesse para os seus habituais visitantes, mas também para todos os que pela primeira vez a visitam.
A Festa do Avante!, desde sempre ligada ao órgão central do PCP – O Avante/ –, que lhe dá o nome, é fruto da criatividade e imaginação, da vontade e trabalho de muitos milhares de militantes comunistas e é inseparável da capacidade de realização do PCP, constituindo todos os anos uma verdadeira homenagem ao trabalho, à militância e à luta por uma sociedade mais justa.
A Festa do Avante! é uma festa para todos, aberta aos que respeitam o papel e intervenção do PCP na sociedade portuguesa e onde os valores da amizade, fraternidade e solidariedade são talvez a marca mais impressiva do ambiente que ali se vive durante tês dias.
A Festa do Avante!, apesar das exigentes batalhas políticas e eleitorais em que o PCP está envolvido, é contudo inseparável do momento político, económico e social em que vivemos, do quadro geral de agravamento das injustiças sociais e do aprofundamento da política de direita do Governo PS. Por isso mesmo, a Festa do Avante! deste ano vai constituir sem dúvida uma impressiva afirmação do PCP e da CDU, do seu projecto e valores, das suas propostas e soluções, seja nas autarquias locais, seja no plano nacional, e, necessariamente, uma afirmação da confiança do PCP como grande força nacional, capaz de impor um novo rumo e uma nova política ao serviço dos trabalhadores, do povo e do País.
A afirmação da CDU como grande espaço de unidade e convergência de todos os que aspiram a uma ruptura com mais de 33 anos de política de direita e a necessidade do seu reforço nas próximas eleições legislativas, como condição indispensável à construção de uma vida melhor, a valorização do trabalho da CDU nas autarquias locais ao serviço das populações, vão ser pois objecto de uma das principais exposições no Pavilhão Central.

Um vasto programa

Dois outros temas vão estar também em destaque no Pavilhão Central. Os 35 anos da Revolução, com a exposição «Abril de novo para um Portugal com futuro», e o papel do PCP na sociedade portuguesa meses depois do seu XVIII Congresso, com uma outra exposição a que se deu o nome de «Avante por um Partido mais forte», onde se destaca a actualidade do projecto e ideal comunista. Há ainda um espaço dedicado ao centenário do nascimento de Soeiro Pereira Gomes e, no Auditório de Projecção, um outro dedicado à mostra do documentário de autor. Local onde os visitantes da Festa podem ver também um conjunto de curtas-metragens de homenagem a Michel Giacometti, os documentários «Fernando Lopes Graça», «Movimentos Perpétuos» dedicado à obra de Carlos Paredes, «Bartolomeu Cid Santos – Por Terras Devastadas» e «Ary dos Santos, Poeta da revolução», entre muitos outros.
A actual crise do capitalismo, a luta contra a exploração e as políticas que lhe estão na origem, a afirmação da paz, da cooperação e do Socialismo como futuro da humanidade são este ano o mote do Espaço Internacional, onde se pode visitar dezenas de espaços de vários partidos comunistas e progressistas que todos os anos O PCP tem a honra de receber na Festa.
A Festa do Avante! vai ser também palco de dezenas de debates em torno de temas de grande actualidade nacional e internacional, merecendo destaque pela sua importância e significado o acto de abertura e o grande comício da Festa, onde intervém o Secretário-geral do PCP.
No programa de espectáculos, destaca-se pelo seu valor cultural, associado às expectativas criadas no ano passado, a realização da Grande Gala de Ópera, na noite de sexta-feira, na abertura do Palco 25 Abril.
Dos vários stands das organizações – com exposições políticas, debates, artesanato e gastronomia – à vasta programação do Avanteatro, à realização da XIV Bienal de Artes Plásticas, ao pavilhão da Ciência, ao espaço da Juventude, ao próprio programa desportivo, tudo se pode ver na Festa Avante!.
Entretanto, antes da Festa, muito trabalho há ainda por realizar, seja na promoção e divulgação da Festa, na Venda das EP's, na definição dos conteúdos da participação de cada organização, seja na mobilização para garantir o seu funcionamento.
Mas para já, pelo programa que se apresenta, pelo envolvimento e empenhamento de milhares de homens, mulheres e jovens na sua construção, pelas raízes que criou na juventude, nos trabalhadores e no povo português, pode-se desde já garantir que nos próximos dias 4, 5 e 6 de Setembro a Festa do Avante! vai constituir de novo momento político e cultural ímpar no nosso País.

 

 

Valongo na festa com...


  • Artesanato em Lousa
  • Gastronomia:
    • Sopa à Mineiro
    • Sandes de Presunto e Salpicão
    • Panados com arroz de feijão
    • Vinho verde
    • Viagra Líquido - Ergue a tua bandeira!

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Mineiro 21.08.2009

    Se achas desagradável o que escrevi só pelo facto de o meu nome ser Mineiro esse será um problema teu, o que escrevi foi em resposta ao que li escrito por ti, se o teu nome verdadeiro é Sónia, eu até acredito, mas mesmo que fosses Rosa ou Maria, o que disse voltaria a dizer, tu é que dizes, que Valongo não é rica em tradições gastronómicas, nem culturais. Depois referes-te a algumas que acabaram em Ermesinde, e esqueceste-te das do resto do Concelho, podem ser poucas mas existem. Valongo foi durante muitos anos o grande fornecedor de pão ao Porto, nos podemos esquecer do famoso molete e da regueifa, e o que dizer do S. João de Sobrado, nas culturais. O problema não será gostar da cozinheira, até pode ser boa cozinheira, mas se não conhecer a receita limita-se a inventar. Mas em relação ao meu nome, isto é um blog, aqui não devemos estar preocupados com quem estamos a comentar, mas sim o que comentamos e como o fazemos , e eu em relação á “Sónia Sousa”, em nada a disse para a ofender limitei a comentar o que ela escreveu, se por lapso não falou do resto do conselho, só deve pedir desculpa por tal, se já fez muito pelo concelho, todos nós fazemos, cada um á sua maneira, e todos nós entendemos que ao que foi feito, ainda falta muito para mudar-mos o rumo das coisas. A a falar que nos entendemos e neste caso a escrever.
  • Sem imagem de perfil

    Jose Caetano 21.08.2009

    Vamos lá a fazer um ponto ordem. Acredito que o comentador Mineiro, seja um amigo da CDU, como conheço a Sónia e as suas raízes familiares e de militância ( e só ela, se calhar vai entender, o que eu quero dizer-à participação daqueles que lhe eram ou são queridos, na festa do Avante), a crítica não devia caír num bairrismo passadista. Valongo é composto por 5 freguesias todas elas diferentes, mas importantes na construção de um concelho activo, moderno e defensor da sua história.
    Ora, isto só se alcança com o reforço da CDU. É aí, que devemos mostrar a nossa força e o nosso empenho, e aqueles que estão verdadeiramente com a CDU devem esquecer alguns preconceitos que no meu ponto de vista, não têm razão de existir.
  • Sem imagem de perfil

    LSoares 22.08.2009

    Por vezes nem entendo como se entra neste tipo de comentários...
    O mais interessante seria que se pedisse a esse tal de Mineiro que sugerisse quais as tradições gastronómicas de Valongo, viessem essas sugestões, de que Freguesia viessem, para que pudéssemos melhorar a nossa participação desta Grande festa que é a do Avante.
    Para conhecimento dos mais distraídos, se é que o são, já tivemos várias representações culturais de todo o Concelho de Valongo, e sempre com a preocupação de representar condignamente todo o Concelho.
    De gastronomia, para além dos biscoitos e da regueifa, pouco há a acrescentar...mas como não temos a mania de que já sabemos tudo...aceitamos ensinamento de outros conhecimentos.
    Já agora, a chamada Sopa á Mineiro, foi um nome dado a uma iguaria, que seria mais ajustada na alimentação dos trabalhadores Mineiros há décadas, do que propriamente comer bifes, (não que não gostassem, mas o dinheiro...não dava para tanto...)e que pelas suas características alimentares é muito saudável e alimentar, contribuindo com o necessário reforço de energias a quem trabalhava nas Minas.
    Diga-se também, que esse nome foi dado exactamente para apresentarmos na Festa do Avante, algo que pudesse falar dos Mineiros á nossa Festa!
    E fazemo-lo á mais de 25 anos! E pode ter a certeza, quem se assina de Mineiro e não só, que muitos mineiros, seus familiares e amigos, idos de Campo á Festa do Avante durante estes anos todos sentem-se honrados por os lembrarmos.
    ... E olhe que é uma das especialidades da Festa! Não acredita? Vá lá e diga-nos da sua justiça. E se não gostar diga-nos também, que procuraremos melhorar para o próximo ano.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.