Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Assembleia Municipal - Freguesia de Sobrado

01.07.09

Ex.mo Senhor Presidente da Junta de Freguesia de Sobrado,

 

Quero no seu nome saudar o povo de Sobrado e realçar esta iniciativa da Assembleia Municipal de Valongo, iniciativa que visa aproximar os eleitos dos eleitores e, ao mesmo tempo, prestigiar o poder autárquico.

 

Esta iniciativa é, por causa do alfabeto, a última Assembleia Municipal descentralizada deste mandato. Diz o povo que, por vezes, os últimos são os primeiros. Na minha opinião e da CDU, porém, este ditado não se aplica à freguesia de Sobrado.

 

Durante estes quatro anos de mandato, Sobrado foi uma freguesia esquecida pelos responsáveis do Município.

 

Ao analisarmos os diversos orçamentos aprovados por este executivo, é fácil verificar que o quinhão destinado a Sobrado foi quase nulo, o que lamentamos. As obras inscritas, poucas, ainda não saíram do papel.

 

Pela primeira vez neste mandato, este ano, foi transferida uma obra do município para a freguesia.

 

O estado da EM 606, embora tenha sofrido algumas melhorias, continua mau; a sua requalificação continua em fase de estudo para apoios abrangidos pela AMP.

 

A Via da Lomba tem tido, nos diversos orçamentos, verbas inscritas para o seu projecto - mas a obra não se vislumbra.

 

A freguesia de Sobrado está esquecida e precisa de ser lembrada e apoiada.

 

A sua rede de transportes é deficiente e onerosa para as populações. Sobrado é a única freguesia do concelho que não tem transportes públicos e, por isso, é a freguesia que mais paga para usufruir de transportes.

 

Ao mesmo tempo que a freguesia tem dificuldades de mobilidade, o Governo Central ameaça com a criação de portagens na A41, dificultando ainda mais a vida às populações.

 

Algumas empresas, para laborar, têm que se recorrer a fontes alternativas de energia, mais caras e poluentes, pois não têm ligação à rede da EDP. Faço lembrar que o Dr. Fernando Melo prometeu resolver este problema durante a campanha eleitoral de 2005.

 

Os industriais estão a deslocar-se para os concelhos vizinhos, pois a freguesia não lhe proporciona condições nem meios para o desempenho da sua actividade.

 

Os mais jovens têm emigrar para outras freguesias ou mesmo para o estrangeiro, pois não há tecido empresarial que absorva a sua mão-de-obra.

 

Estes mesmos jovens, quando querem constituir família, têm poucas hipóteses de continuar em Sobrado, pois temos um PDM muito limitativo para a construção habitacional na freguesia.

 

O parque de lazer junto aos terrenos da igreja, provenientes do protocolo de cedência de terrenos para o Centro de Saúde e Centro Social, foi promessa enganosa.

 

Muitos mais problemas existem em Sobrado, mas, por escassez de tempo, não os posso elencar.

 

Esperamos, entretanto, que se aprenda com os erros deste mandato e que os próximos responsáveis autárquicos olhem Sobrado da maneira que esta freguesia merece.

 

Da parte da CDU, tudo tentaremos fazer para alterar esta situação.