Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CDU Valongo

Página informativa sobre a atividade da CDU no concelho de Valongo.

Novo Centro de Saúde de Ermesinde: comunicado da CDU

15.09.08

A propósito da inauguração do novo Centro de Saúde de Ermesinde, a CDU emitiu o seguinte comunicado:


Inauguração do novo Centro de Saúde de Ermesinde não pode significar encerramento das unidades existentes

 

Teve hoje lugar a inauguração do novo Centro de Saúde de Ermesinde. Tendo em conta o património de intervenção da CDU sobre o tema da Saúde no concelho de Valongo, que, entre outras iniciativas, foi alvo de uma recente campanha da parte desta força política, que incluiu um mandato aberto com a presença dos deputados comunistas na Assembleia da República, oferece-se à Coordenadora da CDU no concelho de Valongo afirmar o seguinte:

 

1. A construção de um novo Centro de Saúde na freguesia de Ermesinde, concelho de Valongo, é uma reivindicação popular já com largos anos e que sempre teve o apoio activo da CDU. As limitações e degradação das instalações existentes, a falta de médicos (cerca de 13 mil pessoas sem médico de família, numa população de referência entre 40 a 50 mil utentes, juntando população de Ermesinde e população de freguesias limítrofes) e as deficiências ao nível do apetrechamento e cobertura de valências há muito que vêm gerando descontentamento, descontentamento que a CDU tem procurado expor, no sentido da melhoria da situação existente. A proposta de construção de uma nova unidade de saúde é antiga e tem sido amplamente reivindicada, tendo inclusivamente esta reivindicação chegado, pela voz dos deputados comunistas, à Assembleia da República e ao Governo.

 

2. É com contentamento, pois, que assistimos à inauguração da nova unidade de saúde, finalmente concluída, que naturalmente saudamos.

 

3. Importa, porém, que algumas questões não sejam ofuscadas por esta inauguração. Desde logo, a localização escolhida para a nova unidade de saúde, que tem sido criticada pelos utentes, por se situar nos limites da freguesia, numa área entre a freguesia de Ermesinde e Alfena, abandonando assim o centro da cidade, onde as anteriores instalações funcionavam. Sabendo-se as dificuldades que existem para actualmente conseguir terrenos bem localizados (a alienação de terrenos públicos e a voragem do imobiliário deixam pouca margem de manobra...), deveria ter-se tido em conta as dificuldades que a nova localização colocará a um grande número de utentes, obrigados agora a uma deslocação de monta para muitos, sobretudo para os mais idosos, habitualmente os mais assíduos utilizadores deste tipo de serviço. A questão da localização seria relativizada se, como a dada altura se pensou e a CDU sempre reivindicou, as actuais instalações fossem alvo de beneficiação e continuassem a funcionar como extensão plenamente equipada do Centro de Saúde de Ermesinde, daí resultando a divisão dos utentes pelas duas unidades - antiga e nova - consoante o seu local de residência. Como veremos mais à frente, não é este o cenário que se coloca neste momento. Relevante é ainda o facto de o novo Centro de Saúde ser vizinho de uma unidade privada - em construção - de cuidados médicos; espera a CDU que a nova unidade de saúde esteja plenamente equipada e que a sua proximidade com a dita unidade de saúde privada não acabe por transformar-se em pretexto para fazer da unidade pública um mero "posto de levantamento de P1s" para realizar consultas ou tratamentos na unidade privada.

 

4. Quanto às actuais instalações, o plano é proceder à realização de obras, para manutenção no local do serviço de urgências e atendimento permanente. A proposta da CDU era, aqui, claramente mais vantajosa para a população. As obras deveriam ser feitas, mas a unidade de saúde deveria continuar a funcionar com todas as suas valências, distribuindo-se os utentes pelas duas extensões da cidade. Apenas desta forma se poderia avançar sustentadamente para a resolução dos problemas de cobertura da rede, que, com a organização actual dos cuidados de saúde locais, continuará adiada. Ademais, será importante acompanhar a evolução das instalações antigas e é evidente que a CDU ficará atenta a eventuais tentativas conducentes ao seu encerramento, algo que, integrando-se naquela que tem sido a política deste Governo relativamente ao Serviço Nacional de Saúde, traria grandes prejuízos para a população de Ermesinde e das freguesias limítrofes.

 

5. Igualmente se impõe que, como a CDU vem reclamando há já vários anos, o Centro de Saúde de Alfena seja modernizado, devendo também neste caso a população daquela freguesia estar atenta a eventuais intentos de fecho da dita unidade de saúde, em resultado de um aproveitamento da localização do novo Centro de Saúde de Ermesinde.

 

6. É do máximo interesse que o Governo explicite cabalmente o projecto de médio e longo prazo que tem para as unidades de saúde públicas destas duas freguesias, para que a população saiba com o que pode contar. Da sua parte, a CDU continuará a defender o Serviço Nacional de Saúde e a reivindicar a melhoria da sua situação no concelho de Valongo, neste caso pugnando pela modernização do Centro de Saúde de Alfena, pela realização de obras de requalificação nas antigas instalações do Centro de Saúde de Ermesinde e pelo aproveitamento das mesmas não apenas para serviço de urgências, mas para funcionamento das restantes valências, desse modo ampliando a oferta de cuidados de saúde e possibilitando uma mais cabal resolução dos actuais problemas, designadamente ao nível da cobertura dos utentes por médico de família, ainda muito insuficiente.


Ermesinde, 15 de Setembro de 2008

 

A Coordenadora da CDU/Valongo

2 comentários

Comentar post