22
Abr 17

Três anos e meio decorridos deste mandato, é tempo de fazer um breve balanço sobre o trabalho da CDU na Câmara de Valongo com apenas um Vereador e sem Pelouro.

Não faltará quem queira apresentar a CDU, como uma força de bloqueio; aliás, foi o que sempre fizeram desde o início do mandato, mas vamos aos factos.

É um facto que a Loja do cidadão em Ermesinde, é uma mais-valia para a população do Concelho e populações circunvizinhas; o «bloqueio» da CDU, foi votar a favor da criação de condições no edifício Faria Sampaio, para que tal fosse possível.

Na luta que se arrastava desde o mandato anterior para se encontrar uma solução para o campo de Sonhos em Ermesinde, a CDU, antes de se avançar com a solução encontrada que também contou com o seu apoio, até apresentou uma proposta para que no prazo de um mês, se avançasse para resolver o assunto, mas que o PS rejeitou.

Para a aquisição do antigo quartel dos Bombeiros de Valongo, para a Oficina da Regueifa e do Biscoito, o relvado sintético no Estádio Municipal de Sobrado e o espaço multiusos de Alfena? O «obstáculo» foi o voto a favor da CDU.

No processo de cedência da Quinta do Passal, em Campo, em regime de comodato para um parque de lazer, construção de um parque de estacionamento e abertura de uma nova Avenida em frente à Igreja? O «boicote» da CDU foi votar a favor.

Desde o início do mandato que o Vereador da CDU, lutando para se encontrar uma solução para resolver o problema do S C de Campo, por compromissos assumidos anteriormente pela Câmara; encontrava como resposta pela gestão PS, que não podia ser, porque o Clube era uma Instituição privada e porque mais isto e porque mais aquilo e que acabou por ser demonstrado que esses argumentos eram apenas uma falácia. Felizmente e porque nunca desistimos, acabamos com o nosso «boicote» por conseguir que o problema esteja a caminho de se resolver.

Campo e o projecto de uma nova centralidade, tiveram como «boicote» o voto favorável da CDU.

O projecto da luz pública em todos os postes onde foi cortada e que contamos que seja novamente ligada antes do fim deste mandato, contou com a «dificuldade» chamada, voto a favor da CDU.

E a verdade seja dita, que em todas estas situações estivemos lado a lado com a posição de voto do PS.

Aliás, são centenas as posições de voto por unanimidade registadas ao longo do mandato.

É certo que não conseguimos estar de acordo em muitas coisas, como por exemplo: a continuação da entrega de serviços fundamentais a privados, apesar da dificuldade da reversão de certos processos; mas o que sobretudo ficou bem claro, foi a falta de vontade por parte do PS, de dar um passo que fosse, no sentido de fazer qualquer tentativa para iniciar essa reversão e o desejo em vão demonstrado, de que a CDU os acompanhasse nesse comportamento.

E por muito que o desejássemos, também não conseguimos estar lado a lado, na inauguração da Piscina para Campo e Sobrado, prometida na campanha eleitoral pelo PS.

Agora, bloqueio, bloqueio? Foi o resultado da CDU em conseguir que ninguém conseguisse a maioria absoluta, que tanto prejudicial às populações tem sido, quer na Câmara, quer nos Governos.

 

* Artigo de opinião no verdadeiro olhar

.: cduvalongo às 08:52

Câmara Municipal
Assembleia Municipal
Alfena
Campo & Sobrado
Ermesinde
Valongo
pesquisar neste blog
 
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21

23
24
27
29