14
Mar 17

A Caixa Geral de Depósitos tem vindo a concretizar um vasto conjunto de opções com resultados profundamente negativos na qualidade do serviço prestado, pondo em causa os objetivos que devem estar inerentes a um banco público ao serviço do desenvolvimento do país.

Um dos aspetos mais graves das opções assumidas prende-se com o significativo encerramento de agências. Segundo chegou ao conhecimento da CDU, no próximo dia 31 de março, está previsto o encerramento da Agência de Campo, que serve a população de Campo e Sobrado.

O encerramento de agências tem consequências um pouco por todo o país e afeta grande parte do distrito do Porto. Nos últimos anos e até final do primeiro trimestre deste ano o fecho de agências, só no distrito do Porto, ascende a 40 no total.

A Agência de Campo da CGD atende mais de 100 clientes por dia, acompanha dezenas de pequenas e médias empresas e tem um volume de negócios muito significativo.

Se a decisão de encerramento for consumada, as populações desta área serão confrontadas com um encerramento de um serviço público importante. Daqui resultarão prejuízos para as pessoas e empresas.

Subjacente aos encerramentos de agências está a concretização do designado “Plano de Reestruturação”, que tem como perspetiva a redução de cerca de 2200 trabalhadores, agravada com a imposição de condições lesivas dos interesses dos trabalhadores implicados.

A CDU alerta para os verdadeiros objetivos das orientações levadas a cabo por sucessivas administrações da CGD e por sucessivos governos, que visam abrir negócio para a banca privada. Pelo contrário, à CGD cabe um papel de serviço público, corresponde aos interesses da economia nacional e do desenvolvimento do país, capaz de cumprir o acesso aos serviços bancários às populações.

O Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República tem vindo a intervir acerca desta matéria, questionando os sucessivos governos acerca desta orientação das administrações da CGD e reclamando a defesa do serviço público prestado pela CGD.

A CDU vai apresentar uma proposta de moção da Câmara de Valongo, procurando desta forma contribuir para a denúncia da tentativa de encerramento e para a mobilização das pessoas em defesa deste serviço público.

A CDU apela à mobilização das população em defesa da Agência da CGD, na convicção que é possível e necessário travar esta decisão lesiva do interesse público.

14 de março de 17

A CDU – Coligação Democrática Unitária / Valongo

 

.: cduvalongo às 14:17

Câmara Municipal
Assembleia Municipal
Alfena
Campo & Sobrado
Ermesinde
Valongo
pesquisar neste blog
 
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
31