06
Out 16

No início deste mês, foi tornada pública pelo Governo uma lista de 90 escolas do grande Porto, a serem objeto de obras de recuperação e conservação.

Trata-se de uma lista de acordos de colaboração celebrados com o Governo, para intervenções nas escolas, a financiar de forma partilhada entre o Governo, que entrará com 92,5% e os Municípios, que participarão com 7,5% do valor total das obras.

Desta lista não faz parte o Município de Valongo, nem a Escola Secundária de Ermesinde, nem a Escola Secundária de Valongo, que pelos vistos, continuarão à espera de obras mais que necessárias e urgentes.

A Câmara de Valongo, ao ser-lhe perguntado porque não subscreveu estes acordos, responde que “não foi convocada” (pelo Governo). Se o não foi, possivelmente deveria ter-se apressado a fazer as necessárias diligências, contribuindo para a solução do problema da contínua e acentuada degradação das Escolas Secundárias de Ermesinde e Valongo.

A verdade é que cada vez que um dos partidos que têm partilhado o poder há mais de 40 anos, está no governo, continua a não fazer as obras e cada vez que está na oposição, acusa o que está no Governo de as não ter feito. Esta é uma novela negra, que se arrasta há demasiado tempo.

Não nos interessa participar nem alimentar todas essas falsas polémicas e questiúnculas, que apenas servem e são usadas para desviar as atenções do essencial – a urgente necessidade de recuperar, de forma racional, com qualidade e da forma mais económica possível, esses equipamentos fundamentais aos jovens e pais de Ermesinde e Valongo, que são as suas Escolas Secundárias.

 

Valongo, 29 de setembro de 2016

.: cduvalongo às 10:05

Câmara Municipal
Assembleia Municipal
Alfena
Campo & Sobrado
Ermesinde
Valongo
pesquisar neste blog
 
Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30
31